Trump diz que não haverá acordo para jovens imigrantes ilegais

Revista ihu on-line

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

Mais Lidos

  • O quadro dramático do Brasil é denunciado pela Sociedade de Teologia e Ciências da Religião

    LER MAIS
  • Seremos líderes ou escravos da Indústria 4.0?

    LER MAIS
  • Preparando a próxima viagem papal à Argentina

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Abril 2018

O presidente americano, Donald Trump, disse neste domingo, 1.º, em sua conta no Twitter que não haverá um acordo sobre a legalização do status de imigrantes que chegaram aos EUA ainda crianças, conhecidos como “dreamers” (sonhadores), declarando que a fronteira com o México está se tornando mais perigosa.

A informação é publicada por O Estado de S. Paulo, 01-04-2018.

Depois de publicar uma mensagem de “Feliz Páscoa” na rede social, Trump disse que “agentes da patrulha de fronteira não têm permissão para fazer o trabalho corretamente em razão de leis (democratas) liberais ridículas como a “catch and release” (pegar e largar), ficando mais perigosas. ‘Caravanas’ estão chegando. Republicanos devem ir para a opção nuclear para aprovar leis duras agora. Acordo Daca não mais!”

Ele também ameaçou acabar com o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), que atualmente está sendo renegociado com o México e o Canadá.

O Daca (Ação Diferida para os Chegados na Infância) é o programa criado em 2012 pelo ex-presidente democrata Barack Obama, o qual Trump tentou rescindir recentemente. Projetado para indivíduos levados aos EUA ainda crianças por pais que eram imigrantes sem documentos, o programa protegeu os indivíduos da deportação e deu-lhes autorizações de trabalho.

Trump está passando o feriado de Páscoa em Palm Beach, na Flórida, em seu resort de Mar-a-Lago. Ele disse a jornalista a caminho da missa que “o México precisa nos ajudar na fronteira”.

O presidente ressaltou que está aberto a negociar um acordo com os democratas do Congresso que querem proteger o programa em troca de financiamento para construir um muro de fronteira entre os EUA e o México.

Neste domingo, ele afirmou no Twitter que o México estaria fazendo “muito pouco, se não nada”, para impedir o fluxo de pessoas através da fronteira. “Eles riem de nossas leis de imigração burras. Eles devem parar os grandes fluxos de drogas e pessoas ou vou deter sua fonte de dinheiro, Nafta. Precisamos de muro”, disse ele.

Os comentários do presidente foram uma aparente resposta ao movimento de centenas de americanos em todo o México em uma caravana chamada "Via Crucis Migrante 2018", que partiu dias atrás rumo à fronteira com os EUA.

O movimento foi organizado pelo grupo Povo Sem Fronteira sob o lema "Todos Somos Americanos de Nascimento". Migrantes mulheres, homens e crianças da Guatemala, El Salvador e Honduras iniciaram sua "Via Crucis Migrante 2018" no dia 26 de março com o objetivo de expor o calvário sofrido pelos viajantes em sua passagem pelo México.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Trump diz que não haverá acordo para jovens imigrantes ilegais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV