Pelas ruas do Chile, o Papa. No mundo submarino, a rodovia de dados do Google

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Em busca de cliques, sites e blogs resolveram "matar" Dom Pedro Casaldáliga

    LER MAIS
  • “Pandemia causará um desencanto que chegará às ruas”, afirma Mike Davis

    LER MAIS
  • Dentro de um inferno, algo do paraíso não se perdeu. Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Janeiro 2018

Enquanto comitivas de católicos chilenos e grupos pastorais acompanham nas ruas do país os deslocamentos do Papa, responsável por uma mudança de paradigma na religião católica, o universo subterrâneo do Chile é estudado para ser o cenário da instalação de um equipamento que influenciará as conexões e forma como as pessoas se relacionam entre si. 

Um cabo submarino entre a Califórnia, nos EUA, e o Chile, é o novo investimento do Google. Batizado de Curie, em homenagem a cientista Marie Curie, que liderou uma série de pesquisas pioneira no campo da radioatividade, o cabo submarino será o nono da empresa em todo o mundo - o primeiro privado - e a previsão é ficar pronto em 2019.

Este é o primeiro a chegar no Chile em aproximadamente 20 anos. Uma vez instalado, a empresa sustenta que será uma das maiores “rodovias” de dados na região. Segundo a empresa anunciou esta semana por meio de seu blog, “o Google escolheu a região porque, embora a América Latina tenha uma boa penetração de internet, ela não é atendida satisfatoriamente pelas conexões de dados internacionais existentes”. Por meio da nova infraestrutura, diz o comunicado, teremos a oportunidade incrível de receber novos negócios na nuvem e continuar avançando em nosso objetivo de longo prazo de atingir o “Próximo Bilhão” de usuários da internet.

Em todo o mundo, a rede do Google tem mais de 100 pontos de presença - entre elas, São Paulo. Todas essas “partes” da nuvem estão conectadas por uma grande rede que inclui 11 cabos submarinos e milhares de quilômetros de fibra ótica ao redor do mundo.

Entre as vantagens de instalar cabos de dados submarinos privados, está tanto a flexibilidade para tomar decisões quanto ao roteamento de dados como a otimização da latência, observando os interesses dos usuários do Google e dos clientes do Google Cloud Platform. "Ao construir uma infraestrutura totalmente privada, diminuímos o número de partes envolvidas, simplificamos o processo de instalação e reduzimos o tempo para que o cabo esteja pronto e funcional. Globalmente, esse tipo de conexão também nos permite planejar novas regiões para o Google Cloud Platform."

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pelas ruas do Chile, o Papa. No mundo submarino, a rodovia de dados do Google - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV