Entre deputados e senadores, ruralistas lideram dívidas à Previdência

Revista ihu on-line

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Mais Lidos

  • Quem é o grupo que pode lançar Luciano Huck à presidência em 2018

    LER MAIS
  • O império dos monopólios. Artigo de Joseph Stiglitz

    LER MAIS
  • A polarização não está nos deixando pensar

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Junho 2017

ONG Repórter Brasil divulgou neste domingo uma lista dos deputados e senadores associados a empresas que devem ao INSS, conforme dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. A notícia pode ser lida aqui: “Empresas de deputados e senadores devem R$ 372 milhões à Previdência".

De Olho nos Ruralistas identificou, entre os 73 deputados e 13 senadores listados entre os devedores, 33 deputados e 3 senadores filiados à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Isto fora outros deputados e senadores ruralistas, que não são membros da FPA.

A reportagem é de Alceu Luís Castilho, publicada por De Olho nos Ruralistas, 12-06-2017.

O observatório constatou também que, entre os 13 senadores na lista, os 4 senadores que devem mais de R$ 1 milhão são proprietários de terra e de empresas ligadas ao agronegócio. São eles:


O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) foi ministro da Reforma Agrária durante o governo Sarney e construiu um império agropecuário no Pará. O ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL) é conhecido por fazer parte de uma oligarquia alagoana. Suplente do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o senador Cidinho Santos (PR-MT) é dono de frigorífico e defende a mudança das leis trabalhistas para “atender o agronegócio“. Acir Gurgacz (PDT-RO) tem dezenas de empresas e imóveis ligados à mineração e à agropecuária.

Entre os quatro maiores devedores, Gurgacz e Santos são os que fazem parte da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA). Entre os 13 senadores da lista há outro integrante da FPA, Benedito de Lira (PP-AL). A frente parlamentar é dominada por deputados.

Deputados devedores

A lista divulgada pela Repórter Brasil traz 73 deputados que fazem parte de grupos devedores da Previdência. Entre eles, 11 que devem pelo menos R$ 1 milhão cada. Há um grupo ainda mais seleto, composto por 5 deputados, com dívidas que ultrapassam a casa dos R$ 10 milhões. Vejamos:

Nem todos fazem parte do núcleo duro ruralista. É o caso do líder da lista, o deputado Marinaldo Rosendo (PSB-PE). Ele tem uma distribuidora de bebidas e alimentos que deve R$ 99 milhões ao INSS. O deputado federal Giuseppe Vecci (PSDB-GO), quinto na lista, não faz parte da FPA, mas possui terras e empresa agropecuária em Goiás.

Alfredo Kaefer (PSL-PR) e Newton Cardoso Jr (PMDB-MG) são membros ativos da FPA. Cardoso representa também o setor da mineração e compõe a Frente Parlamentar da Silvicultura. A deputada federal Elcione Barbalho (PMDB-PA), ex-mulher do senador Barbalho (com propriedades que remetem ao período em que com ele era casada), também assina documentos como integrante da FPA.

A Rede Brasil Atual contou, em maio, que Cardoso foi relator de Medida Provisória que concedeu perdão aos grandes devedores: “Parlamentares legislam em causa própria para escapar de dívidas com a União“. Cardoso é filho do ex-governador mineiro Newton Cardoso (PMDB). Certa vez a ex-mulher de Cardoso, o pai, o acusou de ser proprietário de cem fazendas. Ele rebateu a imprecisão: “Não tenho cem, tenho 145”.

Outros membros da FPA

A lista de 73 deputados devedores conta com outros 30 integrantes da Frente Parlamentar da Agropecuária: Félix Mendonça Junior (PDT-BA), Gonzaga Patriota (PSB-PE), Vicente Cândido (PT-SP), Dilceu Sperafico (PP-PR), Guilherme Coelho (PSDB-PE), Roberto Góes (PDT-AP), Mário Heringer (PDT-MG), Nelson Meurer (PP-PR), Átila Lira (PSB-PI), Arthur Maia (PPS-BA), Júlio Cesar (PSD-PI), Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), Milton Monti (PR-SP), Raquel Muniz (PSD-MG), Roberto Balestra (PP-GO), Jozi Araújo (Pode-AP), Arthur Lira (PP-AL), Lúcio Mosquini (PMDB-RO), Marcelo Antônio (PR-MG), Rôney Nemer (PP-DF), Vicentinho Júnior (PR-TO), Jovair Arantes (PTB-GO), Izalci Ferreira (PSDB-DF), Misael Varella (DEM-MG), Benjamin Maranhão (SD-PB), Onyx Lorenzoni (DEM-RS), Aureo (SD-RJ), Ezequiel Teixeira (Pode-RJ), Fábio Garcia (PSB-MT) e Carlos Manato (SD-ES).

Balestra é o presidente da FPA na região Centro-Oeste.

A lista tem ainda ruralistas que não fazem parte da frente, como os deputados Beto Mansur (PRB-SP), Felipe Maia (DEM-RN) e Fábio Faria (PSD-RN).

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Entre deputados e senadores, ruralistas lideram dívidas à Previdência - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV