A Igreja Católica está obsoleta?

Foto: Pixabay

17 Outubro 2020

“As Igrejas, e em especial a católica, tornam-se cada vez mais em instituições anacrônicas. Perderam a conexão com as pessoas e suas necessidades” escreve Alexander Görlach, membro do Carnegie Council para Ética nas Relações Internacionais e pesquisador associado do Instituto de Religião e Estudos Internacionais da Universidade de Cambridge, em artigo publicado por Deutsche Welle, 13-10-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

 

Eis o artigo.

 

Não é usual encontrar um adolescente entusiasmado com Igreja e a religião, pelo menos na Europa. Carlo Acutis era um deles. Em sua escola era considerado um gênio da computação, que assistia à missa regularmente. Era um jovem alegre e disposto a servir. Faleceu em 2006, com 15 anos de idade, em decorrência de uma leucemia.

 

No último domingo foi beatificado em Assis. Soma-se à fila de mulheres e homens aos quais os católicos do mundo atribuem uma proximidade especial de Deus. O ato da beatificação foi também expressão da vontade de arrancar de uma dor incomensurável um sentido mais profundo.

 

A Igreja deve ser reformada

 

Não há nada que a Igreja Católica necessita mais por esses dias que um rosto empático e humano, como o de Carlo Acutis. Encontra-se em sua pior crise desde a Reforma, e corre perigo de desmoronar.

 

Nada a evidencia com mais clareza que o falido pontificado do papa Francisco. Intelectualmente, ele não está à altura de fundamentar teologicamente suas ideias de reformas. Isso não significa que ele seja um mau padre ou uma pessoa burra. Tal julgamento pertence, se é que pertence, somente a Deus.

 

Mas, como pastor supremo de sua Igreja, foi-lhe confiado, com sua eleição, uma tarefa gigantesca, na qual falhou. Francisco me lembra às vezes de Barack Obama em seu segundo mandato. Naquela época, o slogan dos republicanos era que nada do que o presidente empreendesse funcionaria. Não deve haver colaboração, nem um pingo de concessões à sua política. Este é também o caso da Igreja Católica: são precisamente esses conservadores de batina, que geraram a crise da Igreja com o abuso de crianças e adolescentes, que agora fazem tudo o que é possível para sabotar o Papa e suas tentativas de renovar a Igreja.

 

Comunhão para divorciados? Nunca! Padres casados? Oh Deus, então saberiam que metade do clero é homossexual (o que não é uma coisa ruim, mas a Igreja ainda não sabe disso)! Mulheres em cargos de gestão? Nunca! Cristo era um homem. Francisco tem a sensibilidade certa para perceber o que precisa mudar, mas não consegue organizar maiorias para apoiá-lo.

 

O povo já não vai à Igreja

 

Na Alemanha, este drama se reproduz de maneira trágica: a planejada reforma da Igreja no país do último grande cisma aponta à reação à perda de confiança dos crentes e, ao mesmo tempo, a criar estruturas nas quais o povo possa vivenciar a Igreja. Naturalmente, a extrema-direita aperta o freio e tenta desacreditar até à mínima reforma.

 

Ao teólogo protestante Ernst Troeltsch (1865-1923) se atribui a sentença de que a Igreja Evangélica tornar-se-á em uma espécie de igreja interior, na qual cada um tem sua própria espiritualidade. Na Alemanha, isto ocorreu em grande medida. E a Igreja Católica, segundo Troeltsch, tornar-se-á em uma seita.

 

Manter o poder

 

A Igreja Católica está marchando nessa direção. Os fiéis começaram a se retirar dela há mais de meio século. A maneira errada de pensar sobre a sexualidade humana e a rejeição do planejamento familiar foram os gatilhos. Finalmente, a Igreja não tem mais nada a dizer sobre o que motiva as pessoas.

 

Hoje, a Igreja está dilacerada por dentro por aqueles que resistem a qualquer mudança. O humano (por exemplo, empatia com divorciados) é rejeitado e classificado como relativismo e abandono da verdadeira fé. Mas a única coisa que lhes interessa é manter o poder. Porém, quem não se renova, afunda. É por isso que ninguém ora mais aos deuses egípcios antigos. Diz-se que Carlo Acutis seria nomeado pelo Papa patrono da Internet. Que os conservadores também não bloqueiem esse passo ousado. Afinal, não havia internet quando Cristo passou por este mundo.

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV