Deus é bom com todos

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Liberdade e igualdade não bastam: uma cartilha sobre a Fratelli tutti. Artigo de Charles Taylor

    LER MAIS
  • A Economia Anticapitalista dos Franciscos e das Claras

    LER MAIS
  • Paraná. Professores entram no sexto dia de greve de fome

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Setembro 2020

A leitura que a Igreja propõe neste domingo é o Evangelho de Mateus capítulo 20,1-16, que corresponde ao 25° Domingo do ciclo A do Ano Litúrgico. O teólogo espanhol José Antonio Pagola comenta o texto. 

Eis o texto.

Sem dúvida, é uma das parábolas mais surpreendentes e provocadoras de Jesus. Costumava chamar-se «parábola dos trabalhadores da vinha». No entanto, o protagonista é o proprietário da vinha. Alguns investigadores chamam-lhe hoje «parábola do empregador que queria trabalho e pão para todos».

Esse homem sai pessoalmente à praça para contratar vários grupos de trabalhadores. Os primeiros, às seis da manhã, outros às nove, mais tarde ao meio dia e às três da tarde. Os últimos são contratados às cinco da tarde, quando só falta uma hora para terminar a jornada.

Sua conduta é estranha. Não parece motivado pela vindima. O que quer é que aquelas pessoas não fiquem sem trabalho. Por isso, sai inclusive na última hora para dar trabalho àqueles que ninguém chamou. E por isso, no final da jornada, dá a todos o denário que necessitam para jantar nessa noite, mesmo aqueles que não o mereceram. Quando os primeiros protestam, esta é a sua resposta: «Vão ter inveja porque sou bom?».

O que está Jesus sugerindo? Será que Deus não atua com os critérios de justiça e igualdade que nós utilizamos? Seria verdade que, mais do que estar medindo os méritos das pessoas, Deus procura responder às nossas necessidades?

Não é fácil acreditar nessa bondade insondável de Deus da qual fala Jesus. Mais de um pode se escandalizar de que Deus seja bom com todos, sejam eles merecedores ou não, sejam crentes ou agnósticos, invoquem seu nome ou vivam de costas para Ele. Mas Deus é assim. E o melhor é deixar Deus ser Deus, sem o diminuirmos com as nossas ideias e esquemas.

A imagem que não poucos cristãos fazem de Deus é um «conglomerado» de elementos heterogêneos e até contraditórios. Alguns aspectos vêm de Jesus, outros do Deus justiceiro do Antigo Testamento, outros dos seus próprios medos e fantasmas. Então, a bondade de Deus com todas as suas criaturas fica perdida ou distorcida.

Uma das tarefas mais importantes em uma comunidade cristã será sempre aprofundar cada vez mais na experiência de Deus vivida por Jesus. Somente as testemunhas desse Deus colocam uma esperança diferente no mundo.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Deus é bom com todos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV