39 mortos em um container: “é um escândalo morrer na Europa assim”, afirma cardeal Hollerich

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolívia. O MAS e o triunfo avassalador

    LER MAIS
  • "Governo tenta intencionalmente destruir povos indígenas". Entrevista com Carlos Frederico Marés de Souza Filho

    LER MAIS
  • O PT e o voto evangélico

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


24 Outubro 2019

"É um escândalo que na Europa ainda se possa morrer assim e como cristãos não podemos ficar calados". São um grito de horror as palavras proferidas pelo cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da COMECE (Comissão das Conferências Episcopais da UE) comentando a tragédia dos 39 corpos encontrados sem vida em um container em uma área industrial em Essex, no sudeste da Inglaterra. Entre as vítimas também um adolescente. O caminhão vinha da Bulgária e a mídia do Reino Unido sugere que a tragédia possa estar ligada à imigração ilegal. O cardeal está em Bruxelas, onde a Assembleia da COMECE acaba de abrir hoje, reunindo na "capital" da Europa os bispos delegados dos países da UE. O cardeal está chocado: "Na Europa falamos de identidade cristã, mas eu me pergunto: como podemos falar sobre identidade cristã se as pessoas continuam morrendo assim e essas tragédias não nos afetam mais?"

A reportagem é publicada por Agência SIR, 23-10-2019. A tradução é de Luisa Rabolini.

"Devemos garantir que todos se sintam acolhidos", acrescenta. "Que esses homens e mulheres que fogem de situações de guerra, pobreza, injustiça, saibam que não precisam dessas vias clandestinas para entrar em nossos países". "Eu rezo por aqueles que perderam suas vidas. Deus é Deus da vida, não da morte. Deus deu a vida, mas não para perdê-la dessa maneira. Portanto, é um pecado muito grande ". O card. Hollerich em maio participou de uma "delegação" do Vaticano em uma missão a Lesbos três anos depois que o Papa Francisco visitou a ilha. Hoje, diante da tragédia que ocorreu perto de Londres, o arcebispo lança um apelo às dioceses europeias pare que "abram suas portas a corredores humanitários para acolher as famílias. Na minha diocese de Luxemburgo, estamos esperando duas famílias de Lesbos. Há muitas pessoas esperando e que precisam de vias seguros e legais de migração".

O pensamento do cardeal Hollerich vai imediatamente para os responsáveis políticos. "Os mortos dizem, aliás, gritam que precisamos fazer uma política de migração, pelo menos para ajudar os refugiados. Mas não basta: devemos também ajudar os países de onde os migrantes fogem e não com uma pequena contribuição em dinheiro, mas preparando um grande projeto, um plano de ajuda". Vindo diretamente de Roma, onde participa do Sínodo sobre a Amazônia, o cardeal alerta: "as mudanças climáticas tornarão essa situação ainda mais difícil e o número de migrantes está destinado a aumentar".

Em Bruxelas, para sua Assembleia de outono, os bispos refletirão sobre os desafios pós-eleitorais na Europa e discutirão sobre as prioridades da nova Comissão Europeia chefiada por Ursula von der Leyen, que deve assumir o cargo em 1º de novembro. Nesta noite, na Igreja de Notre Dame du Sablon, em Bruxelas, será celebrada uma "Missa pela Europa". "Nesta noite - disse Hollerich – vamos orar pelos homens políticos para que possam tomar decisões que sigam o bem comum, o bem dos povos que vivem na Europa e dos que sofrem com pobreza, guerra e injustiças".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

39 mortos em um container: “é um escândalo morrer na Europa assim”, afirma cardeal Hollerich - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV