“Processo sinodal tem sido um kairós para toda a Igreja”, afirmou o cardeal Lorenzo Baldisseri

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Cultura do descarte e do ódio’ de governantes atuais lembra Hitler, confessa papa Francisco

    LER MAIS
  • O que suponho que Lula deveria dizer. Artigo de Tarso Genro

    LER MAIS
  • Bolívia. Breve reflexão a partir do golpe de Estado de 10 de novembro de 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

17 Novembro 2018

“O processo sinodal tem sido um kairós para toda a Igreja e uma oportunidade para conhecer mais o bioma Amazônia e seus povos”, afirmou o cardeal Lorenzo Baldisseri no comunicado da segunda reunião da Secretaria geral do Sínodo dos Bispos com a Rede Eclesial Pan-Amazônica/REPAM, realizada em Manaus neste dias 14 e 15 de novembro. Concluído na tarde desta quinta-feira, o encontro foi oportunidade para partilha e avaliação do caminho em preparação para o Sínodo para a Amazônia, que será realizado de 6 a 27 de outubro de 2019.

A informação é publicada por CNBB, 16-11-2018.

(Foto: CNBB)

O momento favorável da fala do cardeal Baldisseri tem tornado possível à Igreja ser “amazonizada”, como dizem os agentes e membros da REPAM. Neste caminho sinodal toda a Igreja poderá reconhecer as lutas e resistências dos povos amazônicos e confirmar a caminhada da Igreja “cada vez mais profética e comprometida com a causa do Reino de Deus” na região”.

O cardeal fala do processo de preparação para esta Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos convocada pelo papa Francisco no passado e ressalta o forte apoio “pelo testemunho e o magistério” de Francisco, “que insiste numa Igreja sinodal onde acontece o diálogo e a escuta mútua dos Bispos com representantes da Igreja e do Povo de Deus”.

Confira o comunicado na íntegra:

Comunicado da 2ª reunião da Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos com a REPAM

Convocados por sua Eminência Lorenzo Cardeal Baldisseri, Secretário Geral do Sínodo, nos reunimos nos dias 14 e 15 de novembro na cidade de Manaus – AM/ Brasil, Bispos delegados de diferentes países que compõem o território da panamazônia: Bolívia, Brasil, Colômbia, Equador, Venezuela, Peru e Antilhas, todos os delegados são membros da Rede Eclesial Panamazônica-REPAM, rede que pertence ao Conselho Episcopal Latino-Americano – CELAM, bem como convidados/as representantes da Confederação dos Religiosos e Religiosas da América Latina e Caribe-CLAR, agências parcerias e a equipe de expertos do Sínodo.

Nesta reunião, damos continuidade ao processo sinodal iniciado em janeiro de 2018, em Puerto MaldonadoPeru, por ocasião da visita do Papa Francisco, na qual aconteceu a primeira reunião com a REPAM, e depois da 1ª Reunião do Conselho Pré-Sinodal em Roma em abril deste ano, na qual foi aprovado o Documento Preparatório do Sínodo, “Amazônia: Novos caminhos para a Igreja e para uma Ecologia Integral”.

Este Documento Preparatório foi enviado a todas as jurisdições eclesiásticas de todo território Pan-Amazônico para seu estudo e para orientar o processo de ESCUTA através do questionário dirigido ao Povo de Deus na Pan-Amazônia que vem mobilizando a Igreja, as comunidades, paróquias, vicariatos apostólicos, prelazias e dioceses, culminando com as assembleias territoriais nos regionais e animando todo o Processo Sinodal que conta com importante atuação e orientação metodológica da REPAM.

A reunião também tem como objetivo avaliar o caminho percorrido nas assembleias territoriais pré-sinodais, para compartilhar os avanços que foram dados, e encaminhar os desafios que surgem ao longo do caminho para buscar juntos o modo de proceder daqui para frente. Por isso agradecemos a oportunidade de fazer parte desta caminhada em conjunto. Conclui-se que o processo sinodal tem sido um kairós para toda a Igreja e uma oportunidade para conhecer mais o bioma Amazônia e seus povos, para reconhecer suas lutas, resistências e para confirmar a caminhada da Igreja cada vez mais profética e comprometida com a causa do Reino de Deus nessa região.

Caminhamos nesse processo sinodal em circunstâncias muito especiais e fortemente apoiados pelo testemunho e o magistério do Papa Francisco, que insiste numa Igreja sinodal onde acontece o diálogo e a escuta mútua dos Bispos com representantes da Igreja e do Povo de Deus.

Lorenzo Cardeal Baldisseri

Secretário Geral

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Processo sinodal tem sido um kairós para toda a Igreja”, afirmou o cardeal Lorenzo Baldisseri - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV