PJMP: em tempo de Congresso

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


25 Mai 2018

"Hoje, infelizmente, muitas de nossas Igrejas esqueceram a dimensão profética do Evangelho e o ensinamento de Puebla; não querem enfrentar os reais desafios da juventude que são conflitivos (como, aliás, toda a sociedade é conflitiva); preferem uma Pastoral da Juventude genérica, alienada e que não incomoda ninguém", escreve frei Marcos Sassatelli, frade dominicano, doutor em Filosofia (USP) e em Teologia Moral (Assunção - SP) e professor aposentado de Filosofia (UFG).

Eis o artigo. 

De 9 a 13 de julho próximo teremos a alegria - que é uma grande graça de Deus - de acolher na Paróquia Nossa Senhora da Terra (Arquidiocese de Goiânia) o 5º Congresso Nacional da Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), com o tema “Águas e profecias: luzes no Meio Popular gerando vidas” e com o lema “Juventude e seu protagonismo, resistência e liberdade”.

O 5º Congresso - com muita fé, ternura e resistência - faz a memória e celebra os 40 anos de caminhada da PJMP, que “nasceu em 1978 no Recife (PE), carregando na história do seu surgimento as sementes jogadas pela Juventude Operária Católica (JOC) destruída pela ditadura com o golpe civil-militar de 1964. Um acontecimento marcante do seu nascimento foi o Encontro realizado em 09 de julho de 1978, reunindo animadores dos grupos de jovens do Meio Popular do Recife, remanescentes da JOC”.
Em Puebla, “Dom Hélder Câmara apresentou a proposição, aprovada na Conferência, de uma Pastoral de Juventude por meio social”.

Queremos desenvolver “uma Pastoral de Juventude que leve em conta a realidade social dos jovens de nosso continente; atenda ao aprofundamento e crescimento da fé para a comunhão com Deus e os seres humanos; oriente a opção vocacional dos jovens; lhes ofereça elementos para se converterem em fatores de transformação e lhes proporcione canais eficazes para a participação ativa na Igreja e na transformação da sociedade” (Puebla, 1187).

Hoje, infelizmente, muitas de nossas Igrejas esqueceram a dimensão profética do Evangelho e o ensinamento de Puebla; não querem enfrentar os reais desafios da juventude que são conflitivos (como, aliás, toda a sociedade é conflitiva); preferem uma Pastoral da Juventude genérica, alienada e que não incomoda ninguém. Jogam - por assim dizer - todos os jovens e todas as jovens num saco só, chamado “Setor Juventude”, acabando assim com as Pastorais da Juventude específicas.

A PJMP é “a expressão viva do Evangelho de Cristo, o jovem de Nazaré encarnado no meio do povo, ao lado do povo, junto do povo. É espaço de acolhida, afeto e carinho. É a casa do diálogo, do respeito da diversidade de cor, raça, cultura e religião. Bebe da fonte da Teologia da Libertação, da luta dos mártires e dos Movimentos Sociais Populares”.

Ela “tem como centro de sua missão o testemunho e as atitudes de Jesus Cristo, o libertador e transformador do meio em que vive, não o Cristo dos altares luxuosos, ou o Cristo das nuvens que se vinga, pune, exclui, se distancia do seu povo. O Cristo que a PJMP segue é um Cristo revolucionário, que não aceita as injustiças e não se cala diante das adversidades de seu tempo. A espiritualidade da PJMP é uma espiritualidade profética e missionária, de anúncio e denúncia”.

O Papa Francisco faz um caloroso pedido aos jovens: “Peço que vocês sejam revolucionários, que vão contra a corrente; peço que se rebelem, que se rebelem contra esta cultura do provisório que, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, crê que vocês não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de ‘ir contra a corrente’. E tenham também a coragem de ser felizes!” (Jornada Mundial da Juventude. Rio de Janeiro, 28 de julho de 2013).

Sábado passado, dia 19 do mês corrente, das 16 às 19h, na Paróquia Nossa Senhora da Terra, realizamos uma “Roda de Conversa” sobre o tema e o lema do Congresso. Participaram jovens da PJMP e outras pessoas.

Logo em seguida, celebramos, num clima de muita fé e de muito compromisso com a vida, a Missa de Pentecostes, na qual - sob as luzes do Espírito Santo - lançamos oficialmente o Congresso.

Os e as jovens da PJMP e todos e todas que apoiamos e participamos ativamente de sua caminhada, no Brasil inteiro, estamos agora “em tempo de Congresso”.

Pedimos à Santíssima Trindade - a melhor Comunidade - que nos dê a graça de vivermos intensamente esse tempo, com muita dedicação e com muito amor, para que o Congresso seja realmente um novo Pentecostes e os jovens - em torno de mil, vindos de todos os cantos do Brasil - voltem para suas Comunidades como verdadeiros discípulos missionários e discípulas missionárias de Jesus de Nazaré, como profetas e profetisas da vida, anunciando com a palavra e, sobretudo, com o testemunho, sua Boa Notícia, que é a sociedade do Bem-viver e Bem-conviver, que é Reino de Deus na história do ser humano e do mundo.
Construam conosco o 5° Congresso Nacional da PJMP e oremos juntos!

Oração do 5º Congresso Nacional da PJMP aqui. Endereço do Congresso: Paróquia Nossa Senhora da Terra. Av. do Povo, Q. 117, L. 17 e 18 - Jd. Curitiba III - 74480-800 - Goiânia - GO - Tel. (62) 3595-0442.

(Para aprofundar o tema e o lema do 5º Congresso e acompanhar as notícias a respeito do mesmo, acesse aqui)

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

PJMP: em tempo de Congresso - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV