Povos indígenas no Canadá, caleidoscópio de línguas e culturas

Mais Lidos

  • Congo está sendo “martirizado” devido a seus recursos naturais. Vaticano desafiará EUA e China?

    LER MAIS
  • Três coisas a saber sobre a visita do Papa Francisco ao Sudão do Sul

    LER MAIS
  • O dia em que Francisco sentiu um nó na garganta no Congo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

27 Julho 2022

 

As comunidades aborígenes, que vivem no território canadense há milhares de anos, são formadas por uma variedade de povos, com usos e costumes diferentes. Esta Viagem Apostólica do Papa Francisco ao país norte-americano começa precisamente com o encontro com estes povos autóctones.

 

A reportagem é de Amedeo Lomonaco, publicada por Vatican News, 25-07-2022. 

 

Primeiras Nações”, Inuits e Métis. São estas as populações que o Papa Francisco encontra nesta segunda-feira em Edmonton, por ocasião da sua 37ª Viagem Apostólica. Uma "peregrinação penitencial - como disse no Angelus do último dia 17 de julho, no Vaticano - para contribuir no caminho de cura e reconciliação já iniciado".

 

O pedido de Perdão do Papa aos ameríndios canadenses: vergonha para a colonização



A história dos povos aborígenes neste país é marcada por feridas profundas. No encontro realizado no Vaticano em dia 1º de abril com as delegações dos povos indígenas do Canadá, o Papa afirmou: "Sinto vergonha, dor e vergonha pelo papel que vários católicos, particularmente com responsabilidades educativas, desempenharam em tudo o que vos feriu, nos abusos e na falta de respeito pela vossa identidade, pela vossa cultura e até pelos vossos valores espirituais. Tudo isto é contrário ao Evangelho de Jesus. Pela conduta deplorável daqueles membros da Igreja católica, peço perdão a Deus e gostaria de vos dizer do íntimo do coração: sinto muito!”

 

Mais de 1,67 milhão de habitantes do Canadá - 4,9% da sua população - pertencem às populações indígenas. No amplo panorama desses grupos há uma grande variedade de povos.

 

Primeiras Nações ("First Nations")



O termo "Primeiras Nações" é usado para indicar as populações indígenas do Canadá que não são Métis ou Inuit. Habitavam aquele território antes da chegada dos europeus. Com base no Censo canadense, os índios registrados em 2016 eram 820.120, ou seja, 49% da população indígena. Segundo o Registro Indígena, - uma lista administrativa de todos os índios registrados e geridos pelos Indigenous Services Canada (Serviços para os Indígenas do Canadá), - em 2016, os índios registrados eram 970.562 e, em 30 de dezembro de 2019, eram 1.008.955.

 

No Canadá vivem 634 comunidades First Nations, que representam mais de 50 nações e 50 línguas indígenas. Estão concentrados em Ontário e na região da Colúmbia Britânica, mas estão presentes também em todas as províncias canadenses.

 

Sempre com base no Censo do Canadá de 2016, cerca de 40% dos indígenas vivem em uma reserva, 45% em áreas urbanas e 14% em áreas rurais, fora da reserva. Um relatório de 2019, elaborado pela “Assembleia das Primeiras Nações” e pelo “Centro Canadense para as Políticas Alternativas”, indica que 47% das cerca das mais de 255.000 crianças das Primeiras Nações no Canadá vivem na pobreza. A promoção das aspirações coletivas dos indivíduos e das comunidades desta população indígena sobre questões de interesse nacional ou internacional, é confiada à Assembleia das Primeiras Nações.

 

Povos Inuítes



Os Inuit são uma população indígena que habita, sobretudo, as regiões do norte do Canadá. Os grupos Sivullirmiut e Thule, há mais de 8.500 anos, constituem a base sobre a qual se desenvolveu a cultura Inuit.

 

Em 2016, segundo as “Estatísticas Canadá”, a população Inuit era composta por mais de 64.000 pessoas, representando 4% da população indígena total do Canadá. Os Inuit definem sua pátria com o termo Nunangat, palavra que se refere à terra, à água e ao gelo. A maioria dos Inuit vive em 51 comunidades espalhadas pela região do “Inuit Nunangat”, uma área que compreende cerca de 35% do território canadense e 50% de sua costa. O Inuit Tapiriit Kanatami, que antes era chamado Inuit Tapirisat do Canadá, é uma organização fundada por ocasião de um encontro em Toronto, em fevereiro de 1971, por sete líderes de comunidades Inuit. A ideia de fundar este organismo nasceu da preocupação compartilhada pelos líderes Inut, sobre a situação da terra e dos recursos na Nunangat Inuit.

 

Povos Métis

 

O termo Métis é usado para descrever comunidades de origem mista europeia e indígena. Tais comunidades estão presentes em todo o território do Canadá, em particular nas regiões de planícies na parte ocidental. Os primeiros Métis eram filhos de mulheres indígenas e comerciantes de peles europeus na área onde hoje se encontra a província de Manitoba.

 

Com base no Censo de 2016, as pessoas a estas populações são mais de 537.000 no Canadá. Os direitos dos povos aborígenes foram reconhecidos pela Lei 35 da Constituição de 1982, com o explícito reconhecimento dos Métis como um dos três distintos povos aborígenes do Canadá.

 

Desde 1983, a organizaçãoo “Conselho Nacional dos Métis” representa esta população em âmbito nacional e internacional, com o objetivo de garantir seus direitos. Em 2022, a Assembleia geral Conselho Nacional dos Métis adotou a seguinte definição: "Métis indica uma pessoa que se identifica como Métis, que se distingue de outros povos indígenas, que é de ascendência histórica da Nação Métis”. A língua falada pela população Métis é o Michif, que deriva da língua chamada em cree em francês.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Povos indígenas no Canadá, caleidoscópio de línguas e culturas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU