Estudantes secundaristas ocupam Alesp contra ‘máfia das merendas’

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O que deve ser cancelado? Eis a questão

    LER MAIS
  • CNBB emite nota sobre o desrespeito à fé cristã

    LER MAIS
  • Indígena assassinado no Maranhão é o 4º Guajajara morto de forma violenta em menos de dois meses

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

04 Maio 2016

A principal reivindicação dos jovens é a instalação de uma CPI que investigue o esquema de desvio de recursos que tem como suspeitos de participação membros do alto escalão do governo de São Paulo, além do presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB). De acordo com deputados petistas, Tropa de Choque da PM estaria a caminho do local para expulsar os estudantes. “Só saíremos daqui com a CPI instalada”, afirmam.

A informação foi publicada por Portal Fórum, 03-05-2026.

Estudantes secundaristas da rede pública de ensino ocupam, neste momento, o plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) em protesto contra a chamada ‘máfia das merendas’ e o sucateamento da educação estadual. A principal reivindicação dos jovens é a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue o esquema de desvio de recursos que tem como suspeitos de participação membros do alto escalão do governo paulista, incluindo o presidente da Alesp, Fernando Capez (PSDB).

“Estamos ocupando para tentar achar o ladrão da merenda, que já sabemos o nome, sobrenome e o cargo que ele ocupa. Por isso, estamos aqui avisando que somente iremos nos retirar de dentro desse plenário quando a CPI da merenda for efetivada. Enquanto as escolas são sucateadas, Capez e Alckmin continuam enriquecendo”, afirmou Camila Lanes, presidenta da União Brasileira dos Estudantes (UBES).

“É um movimento muito importante, democrático, uma aula de cidadania. Espero que os deputados e o governador ouçam esses estudantes”, afirmou o deputado estadual João Paulo Rillo (PT) que, junto com o deputado Carlos Giannazi (PSOL), fez um apelo para que estudantes, professores e militantes de movimentos sociais compareçam à Alesp. “É importante que compareçam pois aqui na Alesp estão obstruindo qualquer investigação em relação ao roubo da merenda”, disse o psolista.

De acordo com a bancada petista, a Tropa de Choque da Polícia Militar estaria a caminho da Casa para expulsar os estudantes, como tentou fazer nesta segunda-feira (2) na ocupação de alunos do Centro Paula Souza.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Estudantes secundaristas ocupam Alesp contra ‘máfia das merendas’ - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV