Relatório aponta perda de biodiversidade e aumento da Pegada Ecológica

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Arcebispo de Ribeirão Preto visita no hospital a Dom Pedro Casaldáliga, “um ícone no Brasil”

    LER MAIS
  • Rio Grande do Norte. Seridó ameaçado

    LER MAIS
  • Francisco nomeia seis mulheres para grupo que supervisiona as finanças vaticanas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Outubro 2014

A biodiversidade está diminuindo rapidamente, enquanto a demanda da humanidade sobre a natureza é crescente e insustentável. Populações de espécies no mundo todo diminuíram 52% desde 1970. Precisamos de 1,5 planeta para satisfazer nossa demanda anual por recursos naturais. Esses são apenas alguns dos alertas feitos no Relatório Planeta Vivo 2014, lançado mundialmente hoje pela Rede WWF.

A reportagem foi publicada pela Rede WWF, 30-09-2014.

Trata-se de uma importante publicação bienal que apresenta o cenário detalhado e atualizado da situação do meio ambiente em nosso planeta. A edição 2014, que traz um ranking por países e regiões, aponta ainda que a Pegada Ecológica – medida da demanda da humanidade sobre a natureza – continua a aumentar.

A combinação de perda de biodiversidade e Pegada Ecológica insustentável ameaça os sistemas naturais e o bem-estar humano no mundo todo. Sabemos que os seres humanos dependem de alimentos, água doce e ar puro para sobreviver, independentemente da região do mundo onde vive. Os recursos naturais e os serviços ecossistêmicos fornecidos pelo planeta são fundamentais para a nossa sobrevivência.

Biodiversidade é uma parte fundamental dos sistemas que sustentam a vida no planeta e um termômetro para saber como estamos cuidando do planeta, que é a nossa única casa. Necessitamos urgentemente de uma ação global em todos os setores da sociedade para construir um futuro mais sustentável”, afirma o diretor geral do WWF, Marco Lambertini.

Em média, 83% das populações de peixes, aves, mamíferos, anfíbios e répteis foi extinta na América Latina nos últimos 40 anos. A diminuição da vida selvagem da região é maior do que o declínio global de 52% no mesmo período.

“O Relatório Planeta Vivo traz dados e indicadores importantes para pautar ações e estratégias a nível global e também regional, como no caso da América Latina. Segundo a edição 2014, as maiores ameaças registradas para a biodiversidade são a perda e degradação do habitat natural, pesca predatória, caça e as mudanças climáticas. Todos esses são alvos considerados nas estratégias de conservação do WWF-Brasil. O nosso País tem um papel relevante em termos de biodiversidade para todo o mundo. Isso é, ao mesmo tempo, uma grande responsabilidade”, diz a secretária geral do WWF-Brasil, Maria Cecília Wey de Brito.

Caminhos para o futuro

A Perspectiva One Planet do WWF, apresentada no Relatório, oferece soluções para um planeta vivo. O foco é proteger o capital natural, produzir de forma melhor, consumir de forma mais inteligente, redirecionar fluxos financeiros e compartilhar nossos recursos de forma mais equitativa. Tratam-se de escolhas melhores para gerenciar, usar e repartir os recursos naturais dentro dos limites do planeta. É uma saída para garantir segurança hídrica, alimentar e energética para todos.

O WWF acredita que sabemos onde queremos chegar e como chegar. Agora precisamos nos mover.

Acesse o documento na íntegra aqui.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Relatório aponta perda de biodiversidade e aumento da Pegada Ecológica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV