‘FT’ diz ter encontrado erros no livro de Piketty sobre desigualdade

Revista ihu on-line

SUS por um fio. De sistema público e universal de saúde a simples negócio

Edição: 491

Leia mais

A volta do fascismo e a intolerância como fundamento político

Edição: 490

Leia mais

Maria de Magdala. Apóstola dos Apóstolos

Edição: 489

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

26 Maio 2014

O jornal britânico Financial Times diz ter encontrado "uma série de erros" nos cálculos que justificam as conclusões do livro Capital no Século XXI, do economista francês Thomas Piketty. O livro sustenta que houve um crescimento forte da desigualdade de renda nas últimas décadas.

A informação é publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 24-05-2014.

"O FT encontrou erros e inserções inexplicadas em suas planilhas", diz a reportagem. "O tema central do trabalho do prof. Piketty é o de que as desigualdades de riqueza estão voltando para níveis vistos pela última vez antes da Primeira Guerra Mundial. A investigação mina essa afirmação, indicando que há pouca evidência nas fontes originais do prof. Piketty que justifiquem a tese de uma parcela cada vez maior da riqueza total é controlada pelos poucos mais ricos", prossegue o texto.

Procurado pelo jornal, o economista disse que usou "um conjunto muito diverso e heterogêneo de fintes de dados, e foi necessário fazer vários ajustes nos dados crus. Não tenho dúvida de que minha série de dados históricos pode ser melhorada e será melhorada no futuro, mas eu ficaria muito surpreso se qualquer uma das conclusões substantivas sobre a evolução da distribuição de riqueza tiver sido muito afetada por esses melhoras"

Veja também: