Nível do rio Madeira ultrapassa em um metro cheia histórica de 1997 em Rondônia

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Mais Lidos

  • "Coquetel" com 27 agrotóxicos foi achado na água de 1 em cada 4 municípios – consulte o seu

    LER MAIS
  • 17 de abril: as marcas de um massacre

    LER MAIS
  • O bolsonarismo arrependido já começou nas classes populares

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

27 Fevereiro 2014

Subiu para mais de 2 mil o número de famílias desabrigadas e desalojadas por causa da cheia do rio Madeira, em Rondônia. Só na região ribeirinha, como no médio e baixo Madeira, há mais de 300 famílias que aguardam resgate. A maioria está 'ilhada' no distrito São Carlos, segundo informou a Defesa Civil do Município de Porto Velho.

Foto: Portal Amazônia

A reportagem foi publicada pelo portal Amazônia Real, 27-02-2014.

Nesta quarta-feira (26), o nível do rio Madeira atingiu 18,55 metros, mais de um metro acima da grande enchente de 1997: 17,52 metros. A previsão é de que o nível continue subindo podendo chegar a 19,15 metros, em março.

 Foto: Portal Amazônia
Caso a previsão de subida do rio ocorra, o coordenador da Defesa Civil do Município José Pimentel, adiantou que precisará da ajuda de mais voluntários para socorrer as famílias que serão atingidas. “Há muito tempo que estamos trabalhando com uma estrutura para atender uma demanda maior do que é verificada. Quando a cota chegou em 17 [metros] e 50 [centímetros], nós trabalhávamos 'de olho' em 18 [metros] e 50 [centímetros]. Mas essa nova previsão projeta uma cota muito alta e a equipe ficará desfalcado caso o nível passe dos 19 metros”, disse o coordenador.

Um agravante, de acordo com Pimentel, é que as famílias resgatadas no médio e baixo Madeira são alojadas em abrigos na área urbana de Porto Velho e aumentam a demanda na cidade. Ele disse que voltou a chover em grande volume nas cabeceiras dos rios Beni e Madre de Dios e "essa água toda vem para Porto Velho. Tivemos uma pequena estiagem que não deu para que o nível do rio baixasse. E logo voltou a chover. [Se] Não fosse isso, o nível do rio não teria subido tanto nos últimos dias. Por isso, precisaremos de mais apoio e principalmente de logística para atender as famílias que terão que ser resgatada”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nível do rio Madeira ultrapassa em um metro cheia histórica de 1997 em Rondônia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV