Gigantes da internet revelam pedidos de serviços secretos dos EUA sobre dados de usuários

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O psicanalista analisa o "vazio de sentido". "A técnica domina, a política não decide, os jovens consomem e ponto". Entrevista com Umberto Galimberti

    LER MAIS
  • ''Estamos vendo o início da era da barbárie climática.'' Entrevista com Naomi Klein

    LER MAIS
  • Necropolítica Bacurau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 05 Fevereiro 2014

Seis das grandes empresas tecnológicas dos Estados Unidos revelaram que houve um aumento nos pedidos de informações de seus usuários por parte do governo americano, através da NSA (Agência de Segurança Nacional, em inglês) e outros serviços de inteligência. Os números foram divulgados na segunda-feira (03/02).

A reportagem é publicada por Opera Mundi, 04-02-2013.

Google, Microsoft, Apple, Yahoo!, Facebook e Linkedin divulgaram que os dados solicitados vão desde o conteúdo dos sites até informações mais precisas como nome, idade e local de residência de seus assinantes.

No fim de janeiro, o governo permitiu que as companhias tecnológicas oferecessem mais informação para os clientes sobre o ritmo em que são obrigadas a ceder informação à NSA e a outras agências de inteligência. O acordo foi alcançado em resposta a uma reivindicação interposta em junho passado pelas seis gigantes na Fisa (Corte de Vigilância de Inteligência Estrangeira, em inglês).

As empresas pediram que lhes fosse permitido revelar a seus clientes quantos pedidos, acompanhados de uma ordem judicial, elas receberam das agências de inteligência, com o intuito de proteger sua imagem após as denúncias do ex-analista da NSA, Edward Snowden.

Milhares de contas acessadas

Segundo a Microsoft, nos primeiros seis meses de 2013, entre 15 mil e 15.999 contas de usuários foram afetadas por ordens judiciais da Fisa para que o conteúdo dessas contas fosse comunicado às autoridades. O número representa um aumento em relação às solicitações de 2011 – entre 11 mil e 11.999.

Já o Google recebeu pedidos relacionadas com o conteúdo de entre 9 mil e 9.999 contas durante a primeira metade de 2013, um aumento em comparação com as entre as 7 mil e as 7.999 solicitadas nos primeiros seis meses de 2011. "A publicação destes números é um passo na direção correta", afirmou Richard Salgado, diretor de informação jurídica e segurança cibernética do Google, à agência Efe.

No Facebook, os pedidos variaram entre 4 mil e 4.999 pedidos na segunda metade de 2012 – uma quantia que subiu para entre 5 mil e 5.999 nos primeiros seis meses de 2013. Além disso, o Yahoo! Informou que tinha recebido entre 30 mil e 30.999 pedidos sobre contas de seus usuários nesse mesmo período de tempo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Gigantes da internet revelam pedidos de serviços secretos dos EUA sobre dados de usuários - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV