"Acolhi a vida como um dom". Morre, aos 81 anos, João Batista Libânio

Revista ihu on-line

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Mais Lidos

  • Leonardo Boff: amigo do bem

    LER MAIS
  • 80 anos de vida. Pensando nos dias passados, tenho a mente voltada para a eternidade. Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS
  • Planos para a educação devem enfraquecer professores e beneficiar negócios de Guedes

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

31 Janeiro 2014

 

Vítima de um infarto, o padre jesuíta João Batista Libânio faleceu na manhã desta quinta-feira, 30-01-2014, em Curitiba (PR).

Padre Libânio estudou Filosofia na Faculdade de Filosofia de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, e  cursou Letras Neolatinas na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio).

Foi professor de Teologia no Colégio Cristo Rei, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, em São Leopoldo (RS), e no Instituto Teológico da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas). Posteriormente, foi professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Seus estudos de Teologia Sistemática foram concluídos na Hochschule Sankt Georgen, em Frankfurt, Alemanha, onde também estudou com os maiores nomes da Teologia europeia. Era mestre e doutor (1968) em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma.

O jesuíta era professor na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia e vigário da paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Vespasiano.

Sobre a vida

Em entrevista ao Jornal de Opinião, em junho de 2002, por ocasião de seus 70 anos, padre Libânio falou sobre sua visão da vida: “A clareza e a serenidade não se medem pelo número de anos, mas pelo trabalho interior. A existência foi generosa comigo e permitiu-me que pudesse estar sempre à volta com análises, reflexões sobre a realidade social e eclesial”.

João Batista Libânio nasceu em Belo Horizonte, em 1932. É padre jesuíta, escritor e teólogo brasileiro. Ensina na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia (ISI – FAJE) em Belo Horizonte, e é vigário da paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Vespasiano, na Grande Belo Horizonte.

Fez seus estudos de Filosofia na Faculdade de Filosofia de Nova Friburgo-RJ e cursou Letras Neolatinas, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Seus estudos de teologia sistemática foram efetuados na Hochschule Sankt Georgen, em Frankfurt, Alemanha, onde estudou com os maiores nomes da teologia europeia. Seu mestrado e doutorado (1968) em Teologia foram obtidos na Pontifícia Universidade Gregoriana (PUG) de Roma.

Foi Diretor de Estudos do Pontifício Colégio Pio Brasileiro em Roma durante os anos do Concílio Vaticano II, o que facilitou seu contato com os bispos e assessores de todo o Brasil.

Retornou ao Brasil em 1968, onde por mais de trinta anos dedicou-se ao magistério e à pesquisa teológica, na linha da teologia da libertação. Foi professor de teologia na Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos, em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, e do Instituto Teológico da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Posteriormente foi professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Em 1982, Libânio retornou a Belo Horizonte. 

É autor de cerca de 125 livros, dos quais 36 de autoria própria e os demais em colaboração com outros autores, alguns editados em outras línguas. Além disso, possui mais de 40 artigos publicados em periódicos especializados, e inúmeros artigos em jornais e revistas.

Foi assessor da Conferência dos Religiosos do Brasil – CRB e do Instituto Nacional de Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, além de assessorar encontros das Comunidades Eclesiais de Base – CEBs.

Sua página pessoal na internet é www.jblibanio.com.br.

A revista IHU On-Line, nº 394, sob o título "J. B. Libânio. A trajetória de um teólogo brasileiro. Testemunhos", celebrou os seus 80 anos de vida. Para acessar a revista, clique aqui.

Na revista podem ser lidos os testemunhos, entre outros, de Leonardo Boff, Luís Carlos Susin, José Oscar Beozzo, Faustino Teixeira e Carlos Roberto Drawin, além do depoimento do próprio teólogo sob o título “Acolhi a vida como um dom”.

A última entrevista que o teólogo concedeu ao Instituto Humanitas Unisinos - IHU foi publicada no dia 08-08-2013, sob o título Uma Igreja mais pastoral e menos administrativa.

O velório será realizado nesta sexta-feira, 31 de janeiro, a partir das 11h, no Auditório Dom Luciano Mendes de Almeida, na FAJE, em Belo Horizonte.

Às 20h, no mesmo local, haverá uma oração da noite, para celebrar, com uma “memória agradecida”, a vida doada do Pe. Libânio.

No sábado, 1º de fevereiro, o arcebispo de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidirá uma missa no Auditório Dom Luciano.

Às 14h, na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Vespasiano (MG), haverá outra missa, de onde sairá o corpo, por volta das 16h para o enterro, que será às 17h, no Cemitério Bosque da Esperança.

A missa de 7º dia será no dia 5 de fevereiro, às 20h, na Paróquia Nossa Senhora de Lourdes, em Vespasiano, local onde o Pe. Libanio viveu mais intensamente seu ministério pastoral.

Bibliografia

Confira alguns dos livros publicados por João Batista Libânio:

Teologia da Revelação a partir da Modernidade. 6. ed. São Paulo: Loyola, 2012. 

Para onde vai a juventude? 2. ed. São Paulo: Paulus, 2012. 

A religião no início do milênio. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2011.

Crer num mundo de muitas crenças e pouca libertação. 2. ed. São Paulo – Valencia: Paulinas – Siquem, 2010. 

Ecologia – vida ou morte? 1. ed. São Paulo: Paulus, 2010. 

A escola da liberdade. Subsídios para meditar. 1. ed. São Paulo: Loyola, 2010. 

Cenários da Igreja – Num mundo plural e fragmentado. 2. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2009.

Caminhos de existência. 1. ed. São Paulo: Paulus, 2009. 

Juventude – seu tempo é agora. 1. ed. São Paulo: Ave Maria, 2008. 

Como saborear a celebração eucarística. 4. ed. São Paulo: Paulus, 2008.

Creio em Deus Pai. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2008. 

Creio no Espírito Santo. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2008. 

Creio em Jesus Cristo. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2008. 

Em busca de lucidez. O fiel da balança. 1. ed. São Paulo: Loyola, 2008. 

Qual o futuro do Cristianismo. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2008. 

Os carismas na Igreja do Terceiro Milênio. 1. ed. São Paulo: Loyola, 2007.

Conferências Gerais do Episcopado Latino-Americano do Rio de Janeiro a Aparecida. 1. ed. São Paulo: Paulus, 2007. 

Introdução à vida intelectual. 3. ed. São Paulo: Loyola, 2006. 

Eu creio – Nós cremos. Tratado da fé. 2. ed. São Paulo: Loyola, 2005. 

Qual o caminho entre o crer e o amar? 2. ed. São Paulo: Paulus, 2005. 

Concílio Vaticano II. 1. ed. São Paulo: Loyola, 2005. 

Concílio Vaticano II: Em busca de uma primeira compreensão. São Paulo: Loyola, 2005. 

. 1. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. 

A arte de formar-se. 4. ed. São Paulo: Loyola, 2004. 

Ideologia e cidadania. 14. ed. São Paulo: Moderna, 2004. 

As Lógicas da Cidade: o impacto sobre a fé e sob o impacto da fé. São Paulo: Loyola, 2001. 

Ser Cristão em Tempos de Nova Era. São Paulo: Paulus, 1996. 

A Vida Religiosa na Crise da Modernidade Brasileira. Rio de Janeiro/São Paulo: CRB/Loyola, 1995. 

Obediência na Liberdade. São Paulo: Paulinas, 1995. 

•Nas pegadas de Medellín: as opções de Puebla. Cadernos Teologia Pública, número 37, disponível em http://bit.ly/LxjeCW 

Veja também:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

"Acolhi a vida como um dom". Morre, aos 81 anos, João Batista Libânio - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV