FARC e governo colombiano estão próximos de acordo sobre participação política

Revista ihu on-line

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

Edição: 512

Leia mais

Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

Edição: 511

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco convoca Sínodo para a região panamazônica

    LER MAIS
  • Um Sínodo muito importante para a Igreja na Amazônia. Entrevista com Cláudio Hummes

    LER MAIS
  • Povos indígenas e criação: um Sínodo dos Bispos especial para a região panamazônica

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

06 Novembro 2013

As FARC (Forças Revolucionárias da Colômbia) e o governo da Colômbia tiveram neste domingo (04/11) mais uma rodada de negociações para um acordo sobre a participação política do grupo guerrilheiro no país. Segundo informações da Telesur, as partes chegaram a um ponto em comum e preparam o anúncio oficial para os próximos dias. No entanto, ainda não há informações sobre as diretrizes da participação política das FARC.

A informação é publicada por Opera Mundi, 05-11-2013.

Ontem, durante os diálogos de paz em Havana, Cuba, o ex-ministro de Estado da Colômbia e coordenador das negociações, Álvaro Leyva Durán, confirmou que o governo e o grupo guerrilheiro estão próximos do acordo de participação política - passo considerado fundamental para encerrar o conflito armado. Pablo Catatumbo, líder das FARC, confirmou a informação. "Temos valiosas iniciativas acontecendo", disse.

O governo colombiano e as FARC mantêm conversas em Havana desde novembro de 2012. Os po ntos discutidos pelas partes são reforma agrária, participação política, fim do conflito armado, solução para o narcotráfico e suporte para vítimas do confronto. Após as negociações em Havana, a população colombiana votará os pontos discutidos. No entanto, os guerrilheiros desejam que os eventuais acordos sejam levados a uma Assembleia Constituinte, enquanto o governo prefere um referendo.

"É possível que, aqui de Havana (Cuba), anunciemos a disposição de trabalhar na perspectiva de uma reforma e de mudanças políticas importantes, que permitam uma participação mais influente dos colombianos na vida política do país", disse Andrés París, um dos negociadores das Farc.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - FARC e governo colombiano estão próximos de acordo sobre participação política