Compartilhar Compartilhar
Aumentar / diminuir a letra Diminuir / Aumentar a letra

Notícias » Notícias

Mobilização Nacional Indígena encaminha reivindicações ao governo, STF e Congresso

Indígenas exigem o arquivamento das principais propostas e medidas contrárias aos direitos indígenas, retomada das demarcações e manutenção dos atuais procedimentos demarcatórios.

A reportagem é do Instituto Socioambiental – Isa, 04-10-2013. Foto: Frederico Viegas - ISA.

Representantes da Mobilização Nacional Indígena encaminharam, nessa sexta-feira (4/10), ao Palácio do Planalto e ao Supremo Tribunal Federal (STF) documentos com suas reivindicações. Ontem, uma comissão de parlamentares já tinha recebido o mesmo texto encaminhado à Presidência da República.

Os indígenas exigem o arquivamento das principais propostas e medidas contrárias aos direitos indígenas, como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215/2000, o Projeto de Lei Complementar (PLP) 227/2012 e a Portaria 303/2012 da Advocacia-geral da União. Reivindicam ainda a retomada das demarcações das Terras Indígenas e a manutenção dos atuais procedimentos demarcatórios, além do fortalecimento da Fundação Nacional do Índio (Funai), entre outros pontos.

O país foi tomado nesta semana por uma série de manifestações, trancamentos de rodovias e atos promovida pela mobilização, convocada pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) em defesa da Constituição, dos direitos de populações indígenas e tradicionais.

Por causa dos protestos, o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), determinou, pelo menos por uma semana, a suspensão das atividades e da tramitação de projetos ligados à questão indígena. A presidenta Dilma Rousseff afirmou, por meio do Twitter, que é contra a PEC 215 e que orientou sua base parlamentar a rejeitar a proposta.

Representantes da mobilização também protocolaram um documento no STF em que pedem que seja realizado o julgamento dos embargos apresentados sobre as 19 condicionantes da decisão que autorizou a demarcação em área contínua da Terra Indígena Raposa-Serra do Sol (RR), de 2003.

Um dos embargos questiona se essas condicionantes poderiam ser aplicadas às outras Terras Indígenas. A decisão é importante porque algumas das condicionantes restringem drasticamente os direitos dos índios sobre essas áreas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Cadastre-se

Quero receber:


Refresh Captcha Repita o código acima:
 

Novos Comentários

"Se é verdade que houve um erro em expor-se um animal selvagem no episódio aqui relatado, também ..." Em resposta a: 'Erramos', diz Rio 2016 após morte de onça presente em tour da Tocha
"Estou de acordo com os professores.Quem tem direito as terras são os índios, não que sejam dono d..." Em resposta a: Acadêmicos do MS exigem punição para assassinos de Guarani Kaiowá
"Gostei, pois é assim que Igreja católica com seu espírito de supremacia gosta de se referir as Ig..." Em resposta a: A Igreja Católica Romana não é Igreja, afirma sínodo da Igreja ortodoxa

Conecte-se com o IHU no Facebook

Siga-nos no Twitter

Escreva para o IHU

Adicione o IHU ao seus Favoritos e volte mais vezes

Conheça a página do ObservaSinos

Acompanhe o IHU no Medium