Bento XVI não se encontrará com vítimas de Maciel em sua visita ao México

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Basta de má informação nos chamados meios católicos de comunicação

    LER MAIS
  • “O conteúdo e o sentido do trabalho são exigências de justiça social”. Entrevista com Alain Supiot

    LER MAIS
  • Nasce a Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe, “um Encontro do Povo de Deus”, segundo o Papa Francisco

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 06 Março 2012

Bento XVI não se encontrará com as vítimas de abusos cometidos por Marcial Maciel durante a sua próxima visita ao México, segundo confirmou diversas fontes. As tentativas de algumas associações das vítimas do fundador dos Legionários de Cristo ficaram frustradas, aparentemente, pela congregação, que se encontra envolvida num complicado e difícil processo de renovação.

A reportagem é de Jesús Bastante e está publicada no sítio Religión Digital, 03-03-2012. A tradução é do Cepat.

Não acontecerá o mesmo que ocorreu nas visitas papais anteriores. Nos Estados Unidos, Austrália, Reino Unido, Malta ou Alemanha, Bento XVI teve a oportunidade de se encontrar, orar e inclusive chorar com algumas das vítimas dos abusos sexuais do clero católico. Somente na Espanha - durante a última Jornada Mundial da Juventude – não houve nenhum encontro, em parte porque nesse país só alguns casos tornaram-se públicos.

O caso do México é uma questão paradigmática, pois o “caso Maciel” foi uma das pontas de lança que demonstraram a audácia de Bento XVI e sua política de “tolerância zero” contra a pederastia na Igreja católica, que levou a instituição a pedir perdão e a estabelecer normas mais duras para o ingresso no sacerdócio, de condenação e de colaboração com a justiça.

No entanto, no caso do país asteca, não haverá o encontro com as vítimas. No Vaticano considera-se que não seja conveniente, devido ao processo de purificação e renovação tanto na Legião de Cristo como no Regnum Christi e as consagradas, com as recentes desistências. Entretanto, entre as vítimas constata-se essa negativa como “um passo atrás” que elas estimam poder reverter, pois ainda consideram que o critério geral do Papa se sobressairá e poderia haver um momento de encontro e oração com elas.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bento XVI não se encontrará com vítimas de Maciel em sua visita ao México - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV