Fronteira do México. O assassinato de duas mulheres aumenta a inaceitável situação de violência

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Viagem ao inferno do trabalho em plataformas

    LER MAIS
  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


11 Junho 2013

O bispo de San Cristóbal de las Casas, dom Felipe Arizmendi Esquivel, que se caracteriza pela defesa da causa dos emigrantes, em sua missa dominical, expressou que o assassinato de duas mulheres hondurenhas, ocorrido no dia 30 de maio, em Chiapas, não foi mais do que uma vingança de quem tem feito da extorsão aos indocumentados um negócio, pois elas haviam feito uma denúncia a esse respeito.

A reportagem é publicada pela Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação (ALC), 04-06-2013. A tradução é do Cepat.

Ao concluir a homilia, Arizmendi fez declarações à imprensa e qualificou de “vergonha internacional” o fato do México não oferecer maior proteção aos que passam por seu território a caminho dos Estados Unidos como destino final. Isso é resultado dos muitos migrantes que vem fugindo de El Salvador, Honduras e Nicarágua, em razão da situação econômica e da violência que recebem das quadrilhas das “maras”, de modo que, sabendo do perigo a que se expõem, decidem atravessar a fronteira mexicana.

Também recordou que ele, em nome da Igreja, múltiplas vezes denunciou tal situação, sobretudo, na região de Palenque, no estado de Chiapas, ao sul do México, lugar em que os delinquentes maltratam os migrantes, assaltam, espoliam e chegam, inclusive, a assassiná-los, como no caso destas duas mulheres, vítimas do recente crime. Segundo o bispo de San Cristóbal de las Casas, o Governo não tomou as medidas necesserias para colocar fim a esses crimes, nem sequer para diminuir seus números. Comentou que paroquianos desse lugar contam como alguns desses criminosos caminham pelas ruas “orgulhosos e provocativos”.

Tanto a Igreja, como ativistas, exigiram, mais de uma vez, que sejam buscadas formas para que os imigrantes circulem de forma segura, para evitar que os traficantes de pessoas e os bandos do crime organizado se aproveitem de sua situação, embora os militares precisem acompanhar o trem onde atravessam a fronteira e melhorar os serviços de inteligência, que acabem com tanta delinquência, disse o bispo.

Segundo Arizmendi, as duas mulheres assassinadas, no dia 30 de maio, Iris Suleida Raudales Flores e Cynthia Carolina Cruz Bonilla, tinham feito uma denúncia, dois dias antes, acerca das extorsões que estavam sofrendo por parte dos criminosos. A Promotoria de Chiapas informou à imprensa que os cadáveres das duas mulheres haviam sido transportados para um consulado que o país hondurenho tem em Tapachula, para serem repatriados e entregues a seus familiares, para que sepultem nas respectivas regiões de onde saíram em busca do sonho americano.

Confira a notícia aqui

Que sentimentos esta noticia provocou em você?

O texto bíblico a seguir pode lhe iluminar.

O jejum que eu quero é este: acabar com as prisões injustas,
desfazer as correntes do jugo,
pôr em liberdade os oprimidos e despedaçar qualquer jugo;
repartir a comida com quem passa fome,
hospedar em sua casa os pobres sem abrigo,
vestir aquele que se encontra nu,
e não se fechar à sua própria gente.
Se você fizer isso, a sua luz brilhará como a aurora,
suas feridas vão sarar rapidamente,
a justiça que você pratica irá à sua frente
e a glória de Javé virá acompanhando você.
(Isaías 58, 6-8b)

Leia-o e deixe que ele ecoe em você.

Com confiança faça uma oração com o que sentiu.

Se quiser, pode escrever sua prece e enviá-la, para que outros possam rezar junto pelo site.
Mande sua mensagem pelo formulário abaixo:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fronteira do México. O assassinato de duas mulheres aumenta a inaceitável situação de violência - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV