Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa chega a Cuba para se reunir com Castro e Francisco

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • O Papa afasta Enzo Bianchi da comunidade de Bose

    LER MAIS
  • A carta de 40 milhões de médicos aos líderes do G20: “É necessário um planeta saudável para recomeçar depois do Covid”

    LER MAIS
  • Esperança na provação. Nota do Mosteiro de Bose

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 12 Fevereiro 2016

O Patriarca Kirill de Moscou e toda Rússia, máximo representante da Igreja Ortodoxa Russa, nesta quinta-feira, chega a Havana (Cuba) para iniciar uma visita oficial à ilha, durante a qual se reunirá com o presidente cubano, Raúl Castro, e o Papa Francisco.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 11-02-2016. A tradução é do Cepat.

O Ministério de Assuntos Exteriores cubano confirmou que está previsto que, na mesma quinta-feira, o Patriarca Kirill mantenha uma reunião com Castro “como parte de seu programa oficial”, um dia antes do esperado encontro com o Papa Francisco.

Será a primeira vez na história que um Papa da Igreja Católica e um Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa vão se encontrar. O ato acontecerá na sexta-feira, na ilha caribenha, onde o Papa Francisco fará escala durante sua viagem ao México, onde estará em visita apostólica até o próximo dia 18 de fevereiro.

O encontro incluirá conversa pessoal no Aeroporto Internacional José Martí de Havana e terminará com a assinatura de uma declaração conjunta. Esta reunião dos Primazes da Igreja Católica e da Igreja Ortodoxa Russa, que foi preparada durante muito tempo, segundo o Vaticano, marcará uma etapa importante nas relações entre as duas Igrejas.

A Santa Sé e o Patriarcado de Moscou esperam que também seja “um sinal de esperança para todos os homens de boa vontade”. Por isso, convidam a todos os cristãos a rezar “fervorosamente” para que Deus abençoe esta reunião, que “produzirá bons frutos”.

Com a presença de Raúl Castro

O porta-voz da Santa Sé, padre Federico Lombardi, confirmou que Raúl Castro também dará as boas-vindas a Francisco e estará presente durante as declarações do Papa e o Patriarca, no final do encontro.

O programa inclui duas horas de conversa particular em espanhol e russo, da qual também participarão o presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch, e o metropolita Hilarión, estreito colaborador de Kirill. Também haverá a troca de presentes.

Para preparar a reunião, segundo destacou Lombardi, mantiveram contatos por mais de dois anos. “Cuba é um cruzamento de caminhos no mundo de hoje, e é evidente que o lugar é bem conhecido não só pela Igreja Ortodoxa Russa, mas também pela Católica com três papas que a visitaram”, destacou Lombardi, fazendo referência às viagens realizadas por João Paulo II, Bento XVI e Francisco.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Patriarca da Igreja Ortodoxa Russa chega a Cuba para se reunir com Castro e Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV