Sínodo da Família. Kasper pede misericórdia em situações concretas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • A ONU alerta que a covid-19 acelerará a transferência do poder econômico e político para as elites ricas

    LER MAIS
  • “Em nossa história moderna nunca sofremos duas revoluções tão profundas, em tão pouco tempo”. Entrevista com Ángel Bonet Codina

    LER MAIS
  • A crise de uma humanidade que não consegue se tornar humana, segundo Edgar Morin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 21 Fevereiro 2014

“Fiz uma introdução de caráter teológico sobre a beleza da família. Devemos começar por este ponto para enfrentar os outros, inclusive os problemas difíceis que existem. Também falei sobre a questão da comunhão aos divorciados recasados, mas neste quadro em seu conjunto”. O cardeal Walter Kasper (foto), presidente emérito do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, iniciou, na manhã desta quinta-feira e por vontade do Papa Francisco, o Consistório extraordinário sobre a família, que durará quinta-feira e sexta-feira. À saída da nova Sala do Sínodo, o purpurado alemão respondeu a algumas perguntas.

 
Fonte: http://bit.ly/1d4mggh  

A entrevista é de Iacopo Scaramuzzi e publicada no sítio Vatican Insider, 20-02-2014. A tradução é de André Langer.

Eis a entrevista.

Decidiu-se algo em relação à possibilidade de dar a comunhão aos divorciados recasados?

Eu falei da necessidade de discernir; há situações muito diferentes, há regras gerais, mas também há situações concretas. O Papa falou de uma pastoral inteligente, corajosa e cheia de amor; inteligência pastoral; eu falei sobre o discernimento das situações concretas: cada pessoa não é apenas um caso, mas também tem sua dignidade e deve ser reconhecida.

Qual é sua opinião pessoal sobre este problema?

Não se pode falar em geral. Dou um exemplo: fui bispo durante 10 anos e, quando era bispo, veio conversar comigo um pároco que me falou de uma mãe (que havia se divorciado e casado novamente) que estava preparando o seu filho para a Primeira Comunhão. O filho comungaria e ela não. Então, me perguntou: ‘Isto é possível? Existem o arrependimento, a misericórdia e o perdão de Deus. Podemos negar a remissão dos pecados?’

O prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, Gerhard Ludwig Müller manifestou posturas diferentes sobre este argumento...

Eu não pretendo discutir com Müller, mas apresentar simplesmente o tema. Mas quanto às questões fundamentais, estou de acordo com Müller; embora, claro, possa ser um pouco menos rigoroso quanto a questões concretas, mas não pretendia nenhuma discussão com ele.

Falou com o Papa antes do Consistório extraordinário?

Sim, o Papa me disse: exponha perguntas, não soluções. E é correto colocar perguntas sobre a fé. A situação familiar mudou muito na sociedade ocidental. Fiz perguntas, mas não insisto nas minhas posturas. Eu não tenho uma solução, é preciso discernir, depois o Sínodo discutirá sobre estas questões. Com o Papa Jorge Mario Bergoglio, o Consistório extraordinário de hoje [ontem] foi realizado em um clima muito distendido, e isto é muito importante. O Papa abriu uma discussão na qual não há decisões a priori; primeiro, temos que discernir.

Existe a possibilidade de uma divisão dentro do Colégio Cardinalício provocada por posturas sobre a família?

Não, este é um contexto sinodal, é preciso chegar a um consenso; e para isso necessitamos de intercâmbio, argumentos e também orações.

A Igreja é uma democracia?

Não, não é uma democracia; a Igreja toma decisões que são o fruto de um processo sinodal; a democracia é outra coisa.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sínodo da Família. Kasper pede misericórdia em situações concretas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV