Ação da Cidadania volta a realizar a campanha ‘Natal sem Fome’ após três anos

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Santa Teresa de Jesus: inquieta, andarilha, desobediente e muito mais...

    LER MAIS
  • COP26. Kerry reduz as expectativas sobre a cúpula de Glasgow: “Rumo a compromissos ainda insuficientes para alcançar…”

    LER MAIS
  • Diocese Anglicana no Paraná sagrará bispa coadjutora em Curitiba

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Outubro 2020

Sem realizar a campanha ‘Natal Sem Fome’ desde 2017, a organização não governamental (ONG) Ação da Cidadania está retomando as mobilizações para 2020.

A reportagem é publicada por Brasil de Fato, 19-10-2020.

O tema da segurança alimentar precisou voltar com força no Brasil. Ações políticas dos governos de Michel Temer e Jair Bolsonaro foram determinantes para que o país regredisse no combate à fome e voltasse novamente a aparecer no Mapa da Fome. Medidas como a extinção do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e a diminuição das compras públicas de alimentos e dos estoques afetam diretamente a segurança alimentar de milhões de brasileiros mais pobres.

Sem realizar a campanha “Natal Sem Fome” desde 2017, a organização não governamental (ONG) Ação da Cidadania está retomando as mobilizações para 2020. Lançada no domingo (18), a expectativa da campanha este ano é arrecadar mais de R$ 10 milhões para o combate à fome até o mês de dezembro. O lema deste ano será “Quem tem fome, tem pressa”.

Campanha “Natal Sem Fome” - Quem tem fome, tem pressa. (Imagem: Divulgação/Natal Sem Fome 2020)

Segundo os organizadores, o Natal Sem Fome doou mais de 32 milhões de quilos de alimentos até hoje, sendo realizado nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Também segundo a organização, apesar desses números “essa quantidade de alimentos é insuficiente em um país em que mais de 80 milhões de brasileiros vivem com algum grau de insegurança alimentar, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)”.

Pobreza extrema

“No começo do ano, a Organização das Nações Unidas (ONU) já falava que no Brasil a pobreza extrema deveria dobrar em 2020, devendo terminar o ano com quase 10% da população na condição de pobreza extrema comparado com os 5% de 2019″. Na América Latina, são cerca de 83 milhões de pessoas que deverão viver abaixo da linha da pobreza a partir deste ano.

Para divulgar a campanha, a Ação lançou em suas redes sociais um vídeo com alusão à doação de 1 real, que, segundo a ONG, será transformado na doação de um prato de comida. Também foi lançado o clipe da música “Quem tem fome, tem pressa”, composta por Xande de Pilares, Mosquito e Gilson Bernini, especialmente para o Natal Sem Fome.

Ação da Cidadania

A Ação da Cidadania é uma ONG fundada em 1993 por ação do sociólogo Herbert de Souza, bastante conhecido como Betinho. O principal objetivo desta instituição é o combate à fome e às desigualdades do Brasil. Desde sua fundação, a ONG deu início a uma série de iniciativas de arrecadação de recursos para este combate, e, até 2017 realizou anualmente a campanha Natal Sem Fome, sendo retomada em 2020.

Confira a música da campanha Natal Sem Fome 2020 composta por Xande de Pilares, Gilson Bernini, Emicida e Mosquito:

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ação da Cidadania volta a realizar a campanha ‘Natal sem Fome’ após três anos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV