Leonardo DiCaprio fala sobre aumento das queimadas na Amazônia e critica Bolsonaro

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Bolívia. O MAS e o triunfo avassalador

    LER MAIS
  • "Governo tenta intencionalmente destruir povos indígenas". Entrevista com Carlos Frederico Marés de Souza Filho

    LER MAIS
  • O PT e o voto evangélico

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Agosto 2020

‘Os incêndios florestais na Amazônia no ano passado foram devastadores o suficiente’, escreveu o ator.

A reportagem é de Nicole Matos, publicada por Amazônia.org, 18-08-2020.

Ator e ambientalista, DiCaprio mantém desde 1998 uma fundação que financia projetos em defesa das florestas. (Fonte: Wikimedia)

O ator americano Leonardo DiCaprio publicou em suas redes sociais críticas a postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), diante do aumento dos incêndios na região da Amazônia entre 2019 e 2020. DiCaprio citou dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) para mostrar o aumento de 28% dos incêndios na floresta amazônica em julho deste ano em comparação ao de 2019.

“O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está sob pressão internacional para conter os incêndios, mas ele duvidou publicamente da gravidade deles no passado, alegando que oponentes e comunidades indígenas foram os responsáveis”, escreveu o ator em um post do Instagram no último sábado (15).

Os incêndios florestais na Amazônia no ano passado foram devastadores o suficiente, mas com o clima mais seco este ano, assim como a pandemia do coronavírus que matou mais de 99 mil brasileiros, há uma preocupação crescente de que o desmatamento em andamento não esteja recebendo atenção suficiente”, afirmou DiCaprio.

Ver essa foto no Instagram

From The @Guardian: The number of fires burning in Brazil's Amazon in July was up 28% on the same month last year, according to data from Brazil's space research agency INPE. Early numbers for August also show a 7% increase. Brazil's president, Jair Bolsonaro, is under pressure internationally to curb the fires, but he has publicly doubted the severity of them in the past claiming opponents and indigenous communities were responsible. Last year's Amazon wildfires were devastating enough, but with the weather being drier this year so far, as well as the Coronavirus pandemic which has killed more than 99,000 Brazilians, there is growing concern that the ongoing deforestation isn't getting enough attention. . . . . . . #Brazil #Amazon #Rainforest #Wildfires #Deforestation

Uma publicação compartilhada por Leonardo DiCaprio (@leonardodicaprio) em

No ano passado Bolsonaro criticou o ator Leonardo DiCaprio e o acusou de financiar a organização brasileira WWF para promover queimadas na Amazônia. Em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente declarou: “Agora, Leonardo DiCaprio é um cara legal, né? Dando dinheiro para tacar fogo na Amazônia”.

O ator negou as acusações sem provas feitas pelo presidente Bolsonaro, em uma nota divulgada pelas agências Reuters e AP. Ele afirma não ter feito doações a nenhuma ONG. “Embora mereçam apoio, nós não financiamos as organizações citadas”, declarou.

Para finalizar o ator elogiou “o povo do Brasil que trabalha para salvar seu patrimônio natural e cultural” e disse ter orgulho de estar do lado dos grupos que o protege. “O futuro desses ecossistemas insubstituíveis está em jogo e tenho orgulho de fazer parte dos grupos que os protegem”, afirmou.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Leonardo DiCaprio fala sobre aumento das queimadas na Amazônia e critica Bolsonaro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV