Estoque de oxigênio nos oceanos caiu 2% e seguirá tendência de queda, aponta relatório

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • "O pior de tudo em Manaus é a sensação de impotência"

    LER MAIS
  • O testamento de Dom Jacques Noyer, bispo francês - " “O celibato eclesiástico é uma falsa aventura"

    LER MAIS
  • “Pelo amor de Deus, nos enviem oxigênio”, apelam os bispos do Amazonas e Roraima

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


09 Dezembro 2019

O estoque mundial de oxigênio dos oceanos teve redução de 2% entre 1960 e 2010, e a previsão é de que possa cair entre 3% e 4% adicionais, devido o aquecimento global, o que representaria efeitos dramáticos sobre o habitat e economias costeiras.

As informações estão presentes no relatório da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, pela sigla em inglês), que foi apresentado neste sábado, 7, na Cúpula do Clima (COP-25), que está sendo realizada em Madri, na Espanha.

A reportagem é publicada por O Estado de S. Paulo, 07-12-2019.

Segundo o estudo, a perda de oxigênio oceânico está estreitamente relacionada com o aquecimento global e a acidificação dos oceanos, que são causados pelo aumento do dióxido de carbono (CO2), por sua vez, consequência das emissões de gases do efeito estufa e da chamada fertilização oceânica.

"A maior parte do excesso do calor retido pela Terra é absorvida pelos oceanos, o que inibe a difusão do oxigênio da superfície até águas mais profundas, e o aumento de nutrientes que chegam por meio de rios promove a proliferação das algas e o consequente aumento da demanda de oxigênio", afirma Dan Laffoley, do programa de Ciência e Conservação Marítima da IUCN.

Algumas simulações de modelos oceânicos projetam para o ano de 2100 uma diminuição no estoque de oxigênio dos oceanos para até 7%.

A íntegra da reportagem pode ser lida aqui.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Estoque de oxigênio nos oceanos caiu 2% e seguirá tendência de queda, aponta relatório - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV