A tristeza do papa Francisco ao ver a foto de um pai e sua filha mortos na fronteira do México com os Estados Unidos

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais 'angelicalidade': a soberba, o ódio”. Entrevista do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Digital, serial, algorítmica, a cultura do século XXI chegou

    LER MAIS
  • Ômicron, natureza e arrogância humana: uma guerra entre patógenos e humanos. Artigo de Alexandre A. Martins

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Junho 2019

O Papa Francisco ficou profundamente abatido após ver a foto de um pai e sua filha de quase dois anos mortos afogados no Rio Bravo, e reza por eles e todos os migrantes que perderam a vida tentando escapar da guerra e da miséria.

A reportagem é publicada por 20 Minutos, 26-06-2019. A tradução é do Cepat.

“O Santo Padre viu, com imensa tristeza, a imagem do pai e de sua filha mortos afogados no rio Bravo, enquanto procuravam atravessar a fronteira entre o México e os Estados Unidos. O Papa está profundamente abatido por suas mortes, reza por eles e por todos os migrantes que perderam a vida procurando escapar da guerra e a miséria”, comunicou o Vaticano em uma nota.

A imagem que rodou o mundo mostra Óscar Alberto Martínez Ramírez, de 25 anos, e sua filha Valeria, de um ano e 11 meses, afogados em uma das margens do rio Bravo, perto da cidade mexicana de Matamoros. A família procedia de El Salvador e a mãe e esposa dos falecidos, Tania Vanessa Ávalos, explicou às autoridades que a água levou primeiro a menina e foi seu pai quem saiu em seu auxílio, mas ambos foram levados pela correnteza do rio e desapareceram.

Nesta quarta-feira, após a audiência geral, o Papa agradeceu os mexicanos por ser tão “acolhedores” com os migrantes, durante a saudação aos fiéis em espanhol, na Praça de São Pedro.

Como é habitual, Francisco saudou os grupos de fiéis procedentes da Espanha e América Latina e, entre eles, ao grupo de peregrinos de Tlanepantla, acompanhados de seu arcebispo, José Antonio Fernández, e pediu então ao Espírito Santo “para que nossas comunidades sejam acolhedoras e solidárias, vivendo a liturgia como encontro com Deus e com os irmãos”. E, então, dirigindo-se aos fiéis mexicanos, disse: “Eu quero parabenizar os mexicanos porque são muito acolhedores com os migrantes. Que Deus os pague”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A tristeza do papa Francisco ao ver a foto de um pai e sua filha mortos na fronteira do México com os Estados Unidos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV