Irlanda. Papa Francisco encontra oito sobreviventes de abuso

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Arautos do Evangelho não reconhecem o Comissário do Vaticano, dom Raymundo Damasceno Assis

    LER MAIS
  • Pacto das Catacumbas pela Casa Comum. Por uma Igreja com rosto amazônico, pobre e servidora, profética e samaritana

    LER MAIS
  • A virada autoritária de Piñera. O fracasso de um governo incompetente e corrupto

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

26 Agosto 2018

O papa Francisco se encontrou com oito sobreviventes de abuso clerical e institucional durante o primeiro dia de sua visita à Irlanda.

A reportagem é de Christopher Lamb, publicada por The Tablet, 25-08-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

O Vaticano confirmou que Francisco teve um encontro de 90 minutos com as vítimas na residência de seu embaixador papal em Dublin no começo da noite de sábado, 25 de agosto.

Entre as pessoas incluídas na reunião estavam Marie Collins, que pediu demissão de sua participação em uma comissão papal sobre proteção infantil devido ao ritmo lento da reforma, e duas pessoas forçadas a se separarem de seus pais por uma casa administrada pela Igreja.

Clodagh Malone e Paul Redmond disseram depois que a reunião foi "cordial e educada" e que Francisco descreveu o abuso na Igreja como "imundície" ou "caca".

"O papa Francisco condenou a corrupção e o encobrimento dentro da igreja como 'caca'", disseram eles em um comunicado. "Literalmente imundície como se vê em um banheiro, seu tradutor esclareceu".

Malone, acrescentou a declaração, pediu ao papa "que afirmasse clara e publicamente que as mães biológicas que perderam seus bebês para adoção não fizeram nada de errado e pediu reconciliação e reunião para essas famílias quebradas pela Igreja Católica". Essa mensagem, eles continuaram, seria incluída na homilia do papa amanhã no Phoenix Park.

Outra vítima que conheceu o papa, Patrick McCafferty, um padre da Irlanda do Norte, descreveu o encontro como um “encontro verdadeiramente excelente em todos os sentidos”.

O abuso institucional por parte de instituições geridas pela Igreja tem estado no topo da agenda da visita do papa a Dublin. Poucos momentos depois de sair de seu avião no aeroporto de Dublin na manhã de sábado, o papa foi recebido pela ministra da infância da Irlanda, Katherine Zappone, que levantou a questão da situação angustiante dos bebês de Tuam, uma vala coletiva descoberta em um ‘Mother and Baby homes’ (Lar de mães e bebês, em tradução livre) administrado pela Igreja.

"As palavras que me foram ditas no aeroporto pela ministra da infância ainda tocam aos meus ouvidos", disse o papa durante um discurso no Castelo de Dublin nesta manhã.

Francisco falou sobre o fracasso dos líderes da Igreja em responder adequadamente ao escândalo dos abusos sexuais clericais e disse que queria eliminar o “flagelo” do abuso a “qualquer custo”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Irlanda. Papa Francisco encontra oito sobreviventes de abuso - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV