Francisco nomeia venezuelano, vindo de Moçambique, para importante cargo no Vaticano

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Da crise não saímos iguais. Ou saímos melhores ou saímos piores”, afirma Papa Francisco na ONU

    LER MAIS
  • Vaticano. Aos irmãos de Becciu 1,5 milhão de euros do dono de empresa de petróleo angolano

    LER MAIS
  • Pós-humano: o desafio de falar do humano e de seu valor. Mudança de época. Artigo de Paolo Benanti

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Agosto 2018

Venezuelano e chega de uma nunciatura africana o novo Substituto para Assuntos Gerais da Secretaria de Estado.

Papa Francisco nomeou, como sucessor do neo-cardeal Angelo Becciu, o monsenhor Edgar Peña Parra, arcebispo titular de Telepte e até então núncio apostólico de Moçambique.

A reportagem é de Andrea Tornielli, publicado por Vatican Insider, em 15-08-2018. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

O novo Substituto, informa um comunicado da Santa Sé, começará suas funções em 15 de outubro. Peña Parra nasceu em Maracaibo (Venezuela), em 6 de março de 1960. Foi ordenado sacerdote em 23 de agosto de 1985 e começou seu ministério na diocese de Maracaibo. Se formou em Direito Canônico. Entrou no serviço diplomático da Santa Sé em 1º de abril de 1993 e ofereceu seus serviços nas representações pontifícias do Quênia, Iugoslávia, no Escritório das Nações Unidas de Genebra e depois nas nunciaturas da África do Sul, Honduras e México.

Foi nomeado arcebispo titular de Telepte em 8 de janeiro de 2011, recebeu a ordenação episcopal em 5 de fevereiro do mesmo ano e foi nomeado núncio apostólico no Paquistão (de 2011 a 2014); depois a partir de 21 de fevereiro de 2015, foi chamado a ocupar a representação diplomática pontifícia em Moçambique. Já é bastante conhecido o desejo de Francisco de que cada núncio apostólico tenha uma experiência na África. Peña Parra tem conhecimento dos idiomas espanhol, italiano, inglês, francês, português e sérvio-croata.

É a primeira vez que a Secretaria de Estado tem um substituto latino-americano, porém não a primeira de um hispanohablante: o primeiro foi Eduardo Martínez Somalo, fiel e próximo colaborador de João Paulo II. Como se sabe, o cardeal Angelo Becciu deixou o cargo no final de junho. Seu sucessor começou seu novo serviço em meados de outubro: a Secretaria de Estado e a Cúria Romana seguiram adiante sem a figura (atualmente tão importante) do Substituto.

Desde a época de Pio XII o papel do Substituto já era importante, porém não central. Giovanni Battista Montini que teve esse posto, graças a sua grande capacidade de trabalho e a confiança que o Papa Pacelli lhe colocou, fez com que o Gabinete do Substituto fosse decisivo. Mais que as sucessivas reformas da Cúria Romana, foi a personalidade dos eclesiásticos que estiveram no posto que determinou o peso e a influência, como ocorreu na década de 1967 e 1977, quando o Substituto era Giovanni Benelli.

O Substituto da Secretaria de Estado é uma espécie de ministro do Interior, que se ocupa de coordenar todos os entes da Santa Sé e tem acesso constante e direto ao Papa. Coordena também as atividades das viagens apostólicas do Pontífice e se ocupa da administração das nunciaturas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco nomeia venezuelano, vindo de Moçambique, para importante cargo no Vaticano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV