Família de Marielle Franco recebe visita de Dom Orani Tempesta

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • As democracias engolidas e o erro de Piketty

    LER MAIS
  • Zizek: Sanders sacode a política nos EUA

    LER MAIS
  • A gig economy é a versão millennial do trabalho precário? Entrevista com Alexandrea Ravenelle

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

27 Março 2018

Marielle e o motorista Anderson Gomes foram assassinados no último dia 14. 

Familiares da vereadora Marielle Franco receberam a visita do cardeal arcebispo do Rio de Janeiro. O encontro entre dom Orani Tempesta e parentes da parlamentar aconteceu neste Domingo de Ramos, uma das datas mais importantes para a Igreja Católica.

A informação é de Gustavo Sleman, publicada por Rádio Bandeirantes FM Rio, 25-03-2018.

Segundo Anielle Silva, irmã de Marielle, apesar de rápida, a reunião foi importante para a mãe, Marinete da Silva, que segue muito afetada pela morte da filha.

Marielle e o motorista Anderson Gomes foram assassinados no último dia 14. Desde então, notícias falsas tomaram conta da internet. A principal, que Marielle manteve um relacionamento com o traficante Marcinho VP, foi divulgada com objetivos políticos. Esta declaração foi dada pelo responsável por criar e difundir o boato. Em texto publicado no site Cetismo Político, Carlos Augusto de Moraes Afonso admitiu que criou o pseudônimo Luciano Ayan para desenvolver o que chamou de 'método para a guerra política'.

A publicação foi compartilhada pelo Movimento Brasil Livre e chegou a quase 400 mil compartilhamentos. Carlos é sócio de membros do MBL em duas empresas. O Facebook tirou do ar dois perfis relacionados a Luciano Ayan e a página do Ceticismo Político.

Neste fim de semana, após decisão judicial, o Google retirou do Youtube 16 vídeos que continham informações falsas sobre a vereadora do PSOL.

Para a irmã de Marielle, Anielle da Silva, as ações representam uma vitória contra as 'fake news'.

Quase duas semana após o caso, as investigações ainda não chegaram a nenhuma resposta sobre a autoria ou as motivações sobre o crime. O Disque-Denúncia já recebeu mais de 60 denúncias.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Família de Marielle Franco recebe visita de Dom Orani Tempesta - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV