EUA: maioria católica desaprova o governo Trump

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • ''Há um plano para forçar Bergoglio a renunciar", denuncia Arturo Sosa

    LER MAIS
  • EUA: um complô para fazer com que o papa renuncie

    LER MAIS
  • A força de Theodor Adorno contra a extrema direita

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

22 Junho 2017

Uma maioria entre os católicos dos Estados Unidos, equivalente a 56%, desaprova a forma como o presidente Donald J. Trump está desempenhando os seus deveres, segundo um novo estudo realizado pelo Centro de Pesquisas Pew (Pew Research Center). Apenas 38% dos católicos dizem aprovar o atual governo.

A reportagem é de Michael J. O’Loughlin, publicada por America, 20-06-2017. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

O presidente tem uma melhor classificação entre os católicos brancos não hispânicos, com 52% dizendo aprovar o seu desempenho e 42% dizendo desaprovar.

(De acordo com um estudo feito em 2014 pelo Pew, aproximadamente 59% dos católicos nos EUA se identificam como brancos. Trinta e quatro por cento se identifica como latinos, um aumento de 5 pontos com relação a 2007.)

No geral, 39% dos americanos dizem aprovar o desempenho do presidente Trump e 55% dizem desaprovar, segundo o Pew.

Inicialmente, pesquisas de boca de urna sugeriram que, em novembro, Trump tinha recebido uma pequena maioria dos votos católicos, mas uma análise mais recente descobriu que a rival Hillary Clinton pode ter obtido uma leve vitória entre este grupo religioso.

Os líderes católicos nos EUA têm vivido uma situação peculiar quando se trata do envolvimento com a Casa Branca. Nas primeiras semanas do atual governo, a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos publicou uma enxurrada de notas condenando as propostas do governo relativas à imigração, à assistência à saúde e ao meio ambiente. Na sua assembleia em Indianápolis semana passada, muitos bispos condenaram publicamente as iniciativas de Trump de revogar a Patient Protection and Affordable Care Act (Lei de Proteção e Cuidado ao Paciente) e prometeram renovar a sua luta de resistência contra o que dizem ser políticas imigratórias desumanas.

Dois arcebispos proeminentes – o Cardeal Donald Wuerl, de Washington, e o Cardeal Daniel DiNardo, presidente da conferência episcopal – visitaram a Casa Branca em maio para a cerimônia de assinatura de uma ordem executiva relacionada à liberdade religiosa. No começo deste mês, o vice-presidente Mike Pence recebeu uma acolhida cordial no evento National Catholic Prayer Breakfast, onde disse que o governo planeja apoiar os cristãos perseguidos no Oriente Médio. E numa carta em nome dos bispos americanos ao Papa Francisco divulgada semana passada, DiNardo destacou o “encontro poderoso entre Sua Santidade e o Presidente dos Estados Unidos” ocorrido em maio, e escreveu que os bispos “rezam para que as sementes lançadas no terreno comum da vida e da liberdade religiosa gerem muitos frutos”.

O Centro de Pesquisas Pew também descobriu que Trump continua popular entre os protestantes evangélicos brancos, com 74% dizendo aprovar e apenas 20% dizendo desaprovar o seu desempenho.

Os americanos que frequentam semanalmente cerimônias religiosas se dividem quanto ao presidente, com 48% aprovando e 45% desaprovando-o. Aqueles que frequentam celebrações deste tipo “menos do que uma vez por semana” possuem uma visão mais negativa do presidente, com apenas 34% aprovando, e 60% desaprovando.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 18 de junho com 2.504 adultos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

EUA: maioria católica desaprova o governo Trump - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV