Federação Luterana Mundial e os 500 anos da Reforma: perscrutando o futuro de Deus

Revista ihu on-line

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Mais Lidos

  • Comunhão na Igreja dos EUA ''já está fraturada''. Entrevista com Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Vozes que desafiam. A vida de Simone Weil marcada pelas opções radicais

    LER MAIS
  • A disrupção é a melhor opção para evitar um desastre climático, afirma ex-presidente irlandesa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

10 Junho 2016

"Enraizados no amor de Deus, perscrutando o futuro de Deus": esse é o tema da reunião do conselho da Federação Luterana Mundial (FLM), prevista para os dias 15 a 21 de junho próximos, em Wittenberg, Alemanha.

A reportagem é do jornal L'Osservatore Romano, 09-06-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Trata-se da última sessão do órgão diretivo da FLM antes da assembleia geral e, especialmente, da celebração central do quinto centenário da Reforma Protestante, que serão realizados, ambos, em Windhoek, Namíbia, nos dias 10 a 16 de maio de 2017.

Justamente as comemorações de 2017 serão um dos principais pontos da pauta da reunião. O secretário-geral do órgão, o reverendo Martin Junge, irá atualizar os delegados sobre as iniciativas promovidas em vista do quinto centenário, incluindo a comemoração ecumênica conjunta luterano-católica do dia 31 de outubro próximo, na Suécia, em Lund e em Malmö, da qual, como já foi anunciado, o Papa Francisco vai participar.

Quem irá introduzir o tema central da reunião será o presidente da FLM, o bispo Munib A. Younan. A agenda da semana de trabalhos também incluirá uma peregrinação aos lugares históricos da cidade onde Martinho Lutero fixou a lista das 95 teses que deram início à Reforma Protestante, à qual também foram convidados lideranças ecumênicas.

No programa – relata a Rádio Vaticano – também está a inauguração de uma cruz simbólica no Luther Garten, com a presença do presidente da República Federal da Alemanha, Joachim Gauck.

Para a realização do jardim, que começou em 2009, estão contribuindo diversas comunidades eclesiais luteranas espalhadas pelo mundo, que foram convidadas a plantar nele 500 árvores até o dia 31 de outubro próximo.

O bispo Younan, nos últimos dias, também presidiu em Windhoek, capital da Namíbia, o lançamento oficial dos preparativos para a 12ª Assembleia da FLM e para o aniversário da comemoração da Reforma. O ponto culminante do evento, do qual também participaram líderes políticos do país, diplomatas, representantes de outras Igrejas, foi o acendimento de uma lanterna pelo bispo emérito, Zephania Kameeta, membro do conselho da FLM e ministro da eliminação da pobreza e da previdência social da Namíbia.

Younan lembrou que é a segunda vez que uma assembleia da FLM irá ocorrer na África. "O exemplo da Namíbia – disse – nos mostra que nenhum conflito, nenhuma opressão, nem o apartheid podem matar o desejo de um povo pela liberdade e pelos direitos humanos."

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Federação Luterana Mundial e os 500 anos da Reforma: perscrutando o futuro de Deus - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV