A árvore da vida e outros símbolos cristãos

Foto: PxFuel

06 Julho 2021

 

"Reativar os restos atrofiados do nosso pensamento metafórico... O percurso oferecido por Roberta Russo mostra ao leitor que os símbolos unificam realidades aparentemente diferentes e distantes. O símbolo da árvore da vida e outros símbolos cristãos, presentes na Bíblia e na tradição, revelam em suas imagens e narrativas as verdades íntimas da fé e, ao mesmo tempo, as verdades intimas do ser humano. A comunicação simbólica supera os limites do tempo e do espaço, os limites da contingência histórica e da rotina diária, os limites da matéria e da corporeidade. Porque, se é verdade que o símbolo nunca é tão catedrático quanto a palavra, ele sugere ao inconsciente muito mais do que a realidade pela qual somos nutridos e a fé que professamos", escreve Eliseu Wisniewski, presbítero da Congregação da Missão (padres vicentinos) Província do Sul e mestre em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), ao comentar o livro A árvore da vida e outros símbolos cristãos (Paulinas, 2021, 296 p.), de autoria de Roberta Russo.

 

Eis o artigo.

 

Roberta Russo é uma estudiosa italiana de história sacra e misticismo, dedica-se, há anos, à publicação de temas religiosos. É autora do livro: A árvore da vida e outros símbolos cristãos (Paulinas, 2021, 296 p.).  Sabemos que a temática dos símbolos atrai não somente místicos, poetas e artistas, com o também estudiosos das tradições religiosas. O símbolo é um modo de pensar a realidade que perpassa a cultura humana e, de modo próprio as grandes tradições religiosas. Diferentemente da linguagem racional que distingue e separa para poder explicar e convencer, a linguagem simbólica atrai por sua força de ligação que resulta na comunhão de ideias, de afeto e de vida.

O leitor encontrará no presente volume uma visão geral do pensamento simbólico cristão introduzindo no “jardim secreto” do imaginário simbólico cristão que marcou a história do Ocidente, do hebraísmo à era pós-moderna. Com uma linguagem popular, mas que não renuncia a ser precisa, essa pesquisa leva em conta as fontes acadêmicas mais credenciadas, oferecendo informações essenciais sobre o passado e o presente daqueles símbolos em torno dos quais o homem moderno ainda hoje se questiona.

A autora destaca que “a árvore do mundo, ou árvore da vida, é um dos símbolos mais antigos, ricos em significado e conhecidos na história humana. Em torno deste arquétipo do imaginário coletivo, ainda hoje rico de encanto e mistério, floresceu o universo simbólico de toda a humanidade e do cristianismo” (p. 9).  Assim sendo, os 100 temas que compõe este livro oferecem um mapa sobre os grandes símbolos que perpassam o cristianismo presentes em suas fontes e em suas práticas.

A obra está estruturada em dez (10 blocos) assim distribuídos:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reativar os restos atrofiados do nosso pensamento metafórico... O percurso oferecido por Roberta Russo mostra ao leitor que os símbolos unificam realidades aparentemente diferentes e distantes. O símbolo da árvore da vida e outros símbolos cristãos, presentes na Bíblia e na tradição, revelam em suas imagens e narrativas as verdades íntimas da fé e, ao mesmo tempo, as verdades intimas do ser humano. A comunicação simbólica supera os limites do tempo e do espaço, os limites da contingência histórica e da rotina diária, os limites da matéria e da corporeidade. Porque, se é verdade que o símbolo nunca é tão catedrático quanto a palavra, ele sugere ao inconsciente muito mais do que a realidade pela qual somos nutridos e a fé que professamos.

Um texto de qualidade excelente. A linguagem simples traduz os estudos clássicos e atuais sobre a temática e oferece um roteiro didático para os interessados em aprofundar-se no assunto. Recomendável para agentes de pastoral e catequistas, para os grupos de estudos bíblicos e ministérios litúrgicos.

 

Leia mais

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV