Covid: os 12 países onde ainda não há vacina

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais 'angelicalidade': a soberba, o ódio”. Entrevista do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Digital, serial, algorítmica, a cultura do século XXI chegou

    LER MAIS
  • Ômicron, natureza e arrogância humana: uma guerra entre patógenos e humanos. Artigo de Alexandre A. Martins

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


29 Abril 2021

 

Enquanto 47% das doses da vacina contra o coronavírus foram administradas em países de alta renda, nos mais pobres apenas 0,2%. E entre as nações onde nenhuma dose ainda chegou, sete estão na África.

A reportagem é publicada por Mondo e Missione, 27-04-2021. A tradução é de Luisa Rabolini.

Mais de um bilhão de doses de vacinas contra o coronavírus foram administradas em todo o mundo, menos de cinco meses após o início dos primeiros programas de imunização em massa. Quem informa isso é a agência AFP. Pelo menos 1.002.938.540 doses foram administradas em 207 países e territórios. Mais da metade, 58%, foi destinada a três países: Estados Unidos com 225,6 milhões de doses, China com 216,1 milhões de doses e Índia com 138,4 milhões.

No entanto, em termos da proporção da população que foi vacinada, Israel lidera, com quase seis em cada dez israelenses totalmente vacinados. Seguem os Emirados Árabes Unidos, onde mais de 51% da população recebeu pelo menos uma injeção, Grã-Bretanha com 49%, Estados Unidos com 42%, Chile com 41%, Bahrein com 38% e Uruguai com 32%. Na UE, 128 milhões de doses foram administradas a 21% da população. Malta lidera com 47% da população vacinada e a Hungria com 37%. Na Alemanha, apenas 22,6% da população foi vacinada, 22,3% na Espanha, 20,5% na França e 19,9% na Itália.

Em todo o mundo, o número de doses de vacina administradas dobrou em menos de um mês, à medida que os programas de vacinação se aceleram. Mas, embora a maioria dos países pobres tenha começado a vacinar, a inoculação ainda é em grande parte um privilégio dos países de alta renda que administraram 47% das doses da vacina enquanto abrigam apenas 16% da população mundial.

Em países de baixa renda, apenas 0,2% das doses foram administradas. E 12 ainda não iniciaram a vacinação: sete na África (Tanzânia, Madagascar, Burkina Faso, Chade, Burundi, República Centro-Africana e Eritreia); três na Oceania (Vanuatu, Samoa e Kiribati); um na Ásia (Coreia do Norte); e um no Caribe (Haiti).

Mas qual é a tendência da epidemia nesses 12 países? O New York Times monitora globalmente o andamento de novos casos e listou Burundi, Eritreia e Chade entre os países onde os novos casos são baixos, mas em aumento, com uma média diária de menos de quatro novos casos por 100.000 habitantes na última semana. Madagascar, Burkina Faso e Haiti se enquadram na categoria em que o número de novos casos permanece baixo e não há aumento. Na República Centro-Africana, foram no total registrados 6.224 casos, enquanto na Tanzânia 509. Nas ilhas de Vanuatu, Samoa, há respectivamente quatro e três casos no total. Ainda nenhum em Kiribati.

O que preocupa é o continente africano - que tem Estados densamente povoados - onde um aumento repentino das contaminações pode levar fora de controle à disseminação do vírus. Além disso, a situação no Haiti e na Coreia do Norte é particular: no país caribenho - o mais pobre das Américas - os embates entre a oposição e o presidente Moise ainda semeiam caos e violência. Quanto a Pyongyang, se o governo de Kim Jong Un continuar a não confirmar nenhum caso de coronavírus, permanecem sérias dúvidas sobre a real situação da pandemia no país.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid: os 12 países onde ainda não há vacina - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV