Francisco coloca Turkson e Tagle na APSA, a central de controle de fundos da Santa Sé

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • É preciso um lockdown nacional. Com urgência

    LER MAIS
  • O rosto feminino de Deus. Uma leitura do Salmo 22. Artigo de Lidia Maggi

    LER MAIS
  • O lugar da universidade brasileira. Palestra de Marilena Chaui

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


23 Fevereiro 2021

O Papa suspendeu todas as atividades durante a semana de exercícios espirituais da Cúria.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada por Religión Digital, 22-02-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Os cardeais Tagle e Turkson são, junto ao esmoleiro Krajewski, os três maiores apoios de Francisco na atual Cúria. Três cardeais com uma profunda visão social, próximos e comprometidos com os mais vulneráveis. Agora, o Papa Francisco – que não descansa nem quando está de exercícios – move outra peça na engrenagem curial e designa os cardeais Tagle e Turkson como membros da Administração do Patrimônio da Sé Apostólica, a APSA, que desde o começa do ano aglutina todo o controle de fundos da Santa Sé.

Presidida por Nunzio Galantino, a APSA é, hoje, o máximo organismo de controle da Cúria. Por suas mãos passa todo o orçamento da Santa Sé, incluindo – desde o início do ano – os da Secretaria de Estado. Junto ao jesuíta espanhol Juan Antonio Guerrero, o Papa quer fazer uma profunda limpeza, consciente de que as mudanças na Cúria Romana serão irreversíveis se os fundos forem controlados, os quais infelizmente alguns curiais usavam livremente, sem controle, com escândalos que sacudiram a vida da Santa Sé nos últimos anos.

Agora, dois dos “pesos pesados” das reformas bergoglianas (Peter Kodwo Appiah Turkson é prefeito do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, que está gerindo a “força-tarefa” vaticana para lutar contra o coronavírus; enquanto que Luis Antonio Tagle, presidente da Cáritas Internationalis e prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, é o principal responsável da solidariedade da Igreja no mundo), passam a fazer parte do estreito círculo de colaboradores na gestão econômica da Igreja Católica.

Não parou nisto: junto a essas nomeações, Bergoglio também designou Immacolata Incocciati, nova secretária-geral da Pontifícia Universidade Lateranense de Roma. Tudo isso enquanto, oficialmente, Francisco e a Cúria se encontram em exercícios espirituais “virtuais”. O Papa pediu aos curiais, entre os quais já não se encontra Robert Sarah, para que pausem seus trabalhos durante esta semana. De fato, foram suspensos todos os atos públicos até sexta-feira, incluindo a Audiência Geral de quarta-feira.

“O Santo Padre convidou os cardeais residentes em Roma, os Chefes de Dicastério e os Superiores da Cúria Romana para que se organizem pessoalmente, retirando-se em oração, desde a tarde de domingo, 21, até sexta-feira, 26 de fevereiro”, destaca a nota da Santa Sé.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco coloca Turkson e Tagle na APSA, a central de controle de fundos da Santa Sé - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV