CNBB e mais de 60 bispos convocam população para a greve geral

Revista ihu on-line

Giorgio Agamben e a impossibilidade de salvação da modernidade e da política moderna

Edição: 505

Leia mais

Pier Paolo Pasolini Um trágico moderno e sua nostalgia do sagrado

Edição: 504

Leia mais

A ‘uberização’ e as encruzilhadas do mundo do trabalho

Edição: 503

Leia mais

Mais Lidos

  • A cada porrada em dependente de crack, o metro quadrado sobe de preço em SP

    LER MAIS
  • Exceto o poder, tudo é ilusão. Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • CNDH levanta hipótese de vingança de policiais em massacre de Pau D’Arco

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

27 Abril 2017

Além da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), pela voz de seu secretário-geral, dom Leonardo Steiner (aqui), 65 arcebispos e bispos de um universo de 308 na ativa neste momento no país lançaram convocações à população para a greve geral contra as reformas do governo Temer e a política de massacre dos pobres do país iniciada depois do golpe de Estado. É uma mobilização eclesial na direção dos pobres não vista desde o fim do regime militar no Brasil, sob o impacto da mudança de rumos que o Papa Francisco lidera na Igreja em todo o mundo.

A reportagem é de Mauro Lopes, publicada no blog Caminho pra Casa, 26-04-2017.

[Nota: na primeira versão desta reportagem, ao fim da manhã desta quarta, 26, eram no total 42 bispos e arcebispos, mas a mobilização eclesial continua a crescer].

É significativo o silêncio dos cardeais de São Paulo (dom Odilo Pedro Scherer) e do Rio (dom Orani Tempesta), que tornam suas arquidioceses em bastiões do conservadorismo católico no país em oposição ao Papa Francisco.

[Nota: No começo da tarde, o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, rompeu o silêncio e falou. Um vexame que envergonhou a Igreja. Escalado para a entrevista coletiva da primeira tarde da Assembleia Geral da CNBB, pouco depois das 15h, o cardeal foi encarregado de falar sobre os temas sociais do país. Ao apresentar a agenda da Assembleia, ele ignorou a greve geral. Questionado por um jornalista, dom Odilo deu razão a todos os que o acusam de aderir ao regime do golpe. Disse secamente que “o povo tem direito de se manifestar”, disse que espera que a reforma da Previdência seja boa (?) e arrematou: “dizer que somos a favor ou contra é muito simplista”.

Apresentou uma posição “neutra” quanto à reforma da Previdência e quanto à reforma trabalhista e à terceirização – neutralidade que é o desejo maior de Temer neste momento em que o governo está isolado na sociedade.

Como o personagem bíblico, o cardeal lavou as mãos: “Quanto aos bispos que conclamaram a greve, bem, cada bispo é livre para fazer o que quiser".

Candidato a Papa da Cúria romana no último conclave, derrotado por Francisco, o cardeal de São Paulo deixa toda a Igreja - Povo de Deus com enormes saudades dos tempos de dom Cláudio Hummes e especialmente dom Paulo Evaristo Arns.].

Veja a lista dos arcebispos e bispos que se manifestaram e, ao final, vários dos vídeos espalhados nas redes sociais – é uma lista parcial do que foi possível levantar a partir da “garimpagem” e partilha de muitas pessoas. Certamente há outros bispos que se manifestaram e deverão se posicionar a partir de hoje, quando abre-se a 55ª Assembleia Geral da CNBB, em Aparecida (SP).

1. Dom Leonardo Steiner, bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB
2. Dom Walmor Oliveira de Azevedo-Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte (MG)
3. Dom Manoel Delson, arcebispo da Paraíba (PB)
4. Dom Fernando Saburido, Arcebispo Metropolitano de Olinda e Recife (PE) e presidente da CNBB Nordeste II
5. Dom Sérgio Castriani, arcebispo de Manaus (AM)
6. Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano de Porto Alegre (RS)
7. Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal (RN)
8. Dom José Belisário Silva, arcebispo de São Luís (MA)
9. Dom Jacinto Furtado Sobrinho, arcebispo de Teresina (PI)
10. Dom Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho (RO)
11. Dom Zanoni Demettino Castro, arcebispo de Feira de Santana (BA)
12. Dom Anuar Battisti, arcebispo de Maringá (PR)
13. Dom Antônio Muniz Fernandes, arcebispo de Maceió (AL)
14. Dom Júlio Endi Akamine, arcebispo de Sorocaba (SP)
15. Dom João de Medeiros Silva, arcebispo coadjutor eleito de Montes Claros (MG)
16. Dom Guilherme Werlang, bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão das Pastorais Sociais da CNBB
17. Dom Philip Roger Dickmans, bispo de Miracema (TO) e presidente da Regional Norte III da CNBB
18. Dom André de Witte, bispo de Ruy Barbosa (BA) e vice presidente da CPT
19. Dom Paulo Mendes Peixoto, bispo de Uberaba (MG)
20. Dom Manoel João Francisco, bispo de Cornélio Procópio (PR), ex-presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC)
21. Dom Reginaldo Andrietta, bispo de Jales (SP)
22. Dom Gilberto Pastana, bispo do Crato (CE)
23. Dom Ailton Menegussi, bispo de Crateús (CE)
24. Dom Rubival Cabral Britto, bispo de Grajaú (MA)
25. Dom Antônio Carlos Cruz Santos, bispo de Caicó (RN)
26. Dom Celso Antonio Marchiori, bispo de Apucarana (PR)
27. Dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó (SC)
28. Dom Aloisio Jorge Vitral, bispo de Teófilo Otoni (MG)
29. Dom Francisco Biasin, Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ)
30. Dom Dirceu Vergini, bispo de Foz do Iguaçu (PR)
31. Dom Antonio Vilar, bispo de São João da Boa Vista (SP)
32. Dom José Eudes do Nascimento, bispo de Leopoldina (MG)
33. Dom Adriano Ciocca Vasino, bispo de São Félix do Araguaia (MT)
34. Dom Geremias Steinmetz, bispo de Paranavaí (PR)
35. Dom José Maria Chaves dos Reis, bispo de Abaetetuba (PA)
36. Dom Vital Corbellini, bispo de Marabá (PA)
37. Dom Carlos Alberto Breis Pereira, bispo da diocese de Juazeiro (BA)
38. Dom Flávio Giovenali, bispo de Santarém (PA)
39. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, bispo Auxiliar de Belo Horizonte (MG)
40. Dom Edson José Oriolo dos Santos, bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG)
41. Dom Otacílio Ferreira de Lacerda, bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG)
42. Geovane Luís da Silva, bispo auxiliar eleito de Belo Horizonte (MG)
43. Vicente de Paula Ferreira, bispo auxiliar eleito de Belo Horizonte (MG)
44. Dom Guilherme Porto, bispo de Sete Lagoas (MG)
45. Dom José Aristeu Vieira, bispo de Luz (MG)
46. Dom José Carlos de Souza Campos, bispo de Divinópolis (MG)
47. Dom Miguel Ângelo Freitas Ribeiro, bispo de Oliveira (MG)
48. Dom Luiz Flávio Cappio, bispo de Barra (BA)
49. Dom Francisco Dantas Lucena, bispo de Nazaré (PE)
50. Dom Roberto Francisco Paz, bispo de Campos dos Goytacazes (RJ)
51. Dom Mário Antonio da Silva, bispo de Roraima (RR)
52. Dom Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho (RO)
53. Dom Egídio Bisol, bispo de Afogados da Ingazeira (PE)
54. Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo da Prelazia do Marajó (PA)
55. Mons. Ionilton Lisboa, bispo eleito da prelazia de Itacoatiara (AM)
56. Dom Jaime Pedro Kohl, bispo de Osório (RS)
57. Dom Sebastião Lima Duarte, bispo de Viana (MA)
58. Dom Jesus Maria, bispo de Bragança (PA)
59. Dom Vilsom Basso, bispo de Caxias (RJ), nomeado para Imperatriz (MA)
60. Dom Adelar Baruffi, bispo de Cruz Alta (RS)
61. Dom Cláudio Sturm, bispo de Patos de Minas (MG)
62. Dom Severino Clasen, bispo da Diocese de Caçador (SC)
63. Dom Genival Saraiva Franca, adm. Apostólico da Paraíba (PB)
64. Dom Eugênio Rixen, bispo de Goiás (GO)
65. Dom Irineu Andreassa, bispo de Ituiutaba (MG)
66. Dom João Francisco Salm, bispo de Tubarão (SC)

Veja os vídeos dos bispos:

Dom Fernando Saburido, Arcebispo Metropolitano de Olinda e Recife (PE) e presidente da CNBB Nordeste II

Dom Anuar Battisti, arcebispo de Maringá (PR)

Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo de Natal (RN)

Dom Paulo Mendes Peixoto, bispo de Uberaba (MG)

Dom Gilberto Pastana, bispo do Crato (CE)

Dom Manoel Delson, arcebispo da Paraíba (PB)

Dom Antônio Carlos Cruz Santos, bispo de Caicó (RN)

Dom Celso Antonio Marchiori, bispo de Apucarana (PR)

Dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó (SC)

Dom Aloisio Jorge Vitral, bispo de Teófilo Otoni (MG)

Dom Francisco Biasin, Barra do Piraí-Volta Redonda (RJ)

Dom Guilherme Werlang, bispo de Ipameri (GO) e presidente da Comissão das Pastorais Sociais da CNBB

Dom Severino Clasen, bispo da Diocese de Caçador, SC

Dom Philip Roger Dickmans, bispo de Miracema (TO)

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - CNBB e mais de 60 bispos convocam população para a greve geral