A Igreja salvadorenha enviará ao Vaticano investigação de milagre de Romero

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • A economista que defende uma mudança radical do capitalismo para o mundo pós-pandemia

    LER MAIS
  • Pedro Casaldáliga: sua Morte dá Sentido ao seu Credo

    LER MAIS
  • Três transições necessárias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Março 2017

A Igreja católica de El Salvador enviará ao Vaticano investigação sobre uma “suposta cura” atribuída a dom Óscar Arnulfo Romero, concluída neste dia 28 de fevereiro de 2017 e que, caso for ratificada, abrirá as portas para a sua canonização.

A reportagem é publicada por portal Terra, 28-02-2017. A tradução é de André Langer.

A Arquidiocese de San Salvador informou em suas redes sociais que concluiu a investigação, cujo conteúdo não revelou, e divulgou imagens dos pacotes com documentos que serão enviados ao Vaticano para análise.

Os documentos incluem uma cópia do laudo médico da fiel Cecilia Maribel Flores, beneficiária do suposto milagre do arcebispo assassinado em 1980, “expedido pelo Instituto Salvadorenho do Seguro Social”.

No dia 27 de março de 2016, o principal hierarca da Igreja católica em El Salvador, José Luis Escobar Alas, garantiu que a canonização de Romero dependia da confirmação, por parte do Vaticano, “científica e teológica” do milagre atribuído a ele.

Dom Romero foi assassinado no dia 24 de março de 1980, no contexto da guerra civil salvadorenha, por um franco-atirador desconhecido enquanto presidia uma missa na capela do hospital de câncer Divina Providência, em San Salvador.

Um relatório da Comissão da Verdade da ONU, que investigou as violações aos direitos humanos durante a guerra salvadorenha (1980-1992), determinou que ordem para assassinar Romero partiu do ex-major do Exército e fundador do partido de direita Aliança Republicana Nacionalista (ARENA), Roberto d’Aubuisson.

O arcebispo, beatificado em uma missa campal no dia 23 de maio de 2015 em San Salvador, denunciava em suas homilias os ataques dos corpos de segurança contra a população civil e outras violações aos direitos humanos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A Igreja salvadorenha enviará ao Vaticano investigação de milagre de Romero - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV