Mais de 74 milhões de fiéis nas 145 igrejas da Federação Luterana Mundial

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Estas são as razões do ‘adeus’ do (ex-)cardeal Angelo Becciu

    LER MAIS
  • “O Óbolo de São Pedro foi usado para pagar um imóvel em Londres”: a investigação sobre o cardeal Becciu

    LER MAIS
  • Pantanal: “Já queimaram uma área tão grande que os bichos não têm mais para onde correr”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Setembro 2016

As igrejas da Federação Luterana Mundial – FLM atualmente congregam mais de 74 milhões de fiéis. Este número representa um aumento de 2,1 milhões desde 2013, com uma membresia em geral crescendo significativamente no sul global, enquanto que houve um declínio no norte global.

A informação foi publicada por Federação Luterana Mundial, 30-08-2016. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

Uma pesquisa envolvendo as 145 igrejas da FLM em todo o mundo descobriu que, pela primeira vez, as maiores igrejas da comunhão luterana estão no hemisfério sul: na Etiópia e na Tanzânia.

A Igreja Evangélica Mekane Yesus da Etiópia é a maior, com aproximadamente 7,9 milhões de membros. A Igreja Evangélica Luterana na Tanzânia vem depois com 6,5 milhões, um aumento de 12%. E A Igreja da Suécia tem 6,3 milhões de membros, um leve declínio na comparação com anos anteriores.

Tendências regionais

No geral, houve um aumento de 11% na África, elevando o número total nas 31 igrejas-membro da FLM aí para praticamente 23 milhões.

No entanto, nem todas as partes do sul global viram aumentos, com a América Latina e Caribe mostrando um declínio de 7%, com 784,215 membros.

As 54 igrejas na Ásia registraram um aumento geral de quase 10%, elevando o total na região para 11,8 milhões de fiéis.

As duas igrejas-membro da América do Norte marcaram uma declínio médio de 4,9%, fazendo com que a membresia total ficasse em 3,9 milhões.

Na Europa, houve um declínio de 3,8% para 34,7 milhões de membros nas 41 igrejas-membro da região.

Nos países nórdicos, uma queda de 1,8% nas seis igrejas da região levaram o número total para 18,8 milhões de fiéis, ainda assim o mais alto da Europa.

As 19 igrejas da Europa ocidental central registraram um declínio de 3,8% no número de membros, trazendo o total de membresia para 14,7 milhões. Um declínio de 5,9% na Europa oriental central trouxe o número total entre as 16 igrejas da região para aproximadamente 1,2 milhão de fiéis.

O Rev. Dr Martin Junge, secretário-geral da FLM, disse que o crescimento ou a diminuição no número de membros nas igrejas se apresentam com os seus próprios conjuntos de tarefas, observando que “a FLM continua sendo um espaço para reflexão e aprendizado conjunto, para apoio mútuo e encorajamento na missão”.

Junge referiu-se a uma consulta mundial sobre missão a acontecer em Genebra no próximo mês de novembro como uma oportunidade para refletir a respeito dos desafios contemporâneos na medida em que as igrejas se engajam na missão de Deus.

“No momento em que nos aproximamos do 500º aniversário do lançamento da reforma em 2017, nós nos alegramos com o poder da Palavra de Deus em sua mensagem de salvação por meio da fé somente. É uma alegria que esta mensagem esteja sendo ouvida e recebida por mais pessoas”, acrescentou.

Além das 145 igrejas-membro, a comunhão da Federação Luterana Mundial também se relaciona com 10 congregações e igrejas reconhecidas, bem como com dois conselhos reconhecidos, em 98 países, ao longo de sete regiões geográficas e num conjunto diverso de contextos.

Leia mais...

Assembleia da Federação Luterana Mundial em 2017 será na Namíbia

Federação Luterana lança site do cinquentenário da Jubileu da Reforma

Papa e luteranos: esperança comum e superação dos conflitos

Cinquenta anos de diálogo católico-luterano

Papa na Suécia: declaração conjunta da Federação Luterana Mundial e do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mais de 74 milhões de fiéis nas 145 igrejas da Federação Luterana Mundial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV