Bispo africano leva bênção a padre infectado com ebola e em quarentena

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • In memoriam do teólogo que apostou no “ministro da comunidade” para superar o clericalismo

    LER MAIS
  • Abuso de autoridade na igreja. Problemas e desafios da vida religiosa feminina

    LER MAIS
  • Uma Igreja pobre? Dinheiro, sectarismo e tradição católica. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


26 Mai 2018

Já são duas semanas desde que o vírus Ebola está ameaçando novamente a população africana, desta vez na República Democrática do Congo. Os programas de profilaxia já foram iniciados, e os habitantes das áreas afetadas foram postos em quarentena.

A reportagem é de Francesco Gagliano, publicada em Il Sismografo, 25-05-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Segundo as estimativas oficiais, publicadas na terça-feira, 22, pelo Ministério da Saúde congolês, os mortos são 27 até o momento, de 51 casos confirmados ou suspeitos de terem contraído o vírus. Entre estes últimos, está o Pe. Lucien, sacerdote lazarista de Itipo, que, nesta poderosa imagem divulgada pela imprensa congolesa, é retratado ajoelhado, atrás de uma área em quarentena, enquanto recebe a bênção do arcebispo coadjutor de Kinshasa, Dom Fridolin Ambongo Besungu.

Pe. Lucien, em quarentena, é abençoado pelo arcebispo coadjutor de Kinshasa, Dom Fridolin Ambongo Besungu (Foto: Actualite.cd)

Depois de chegar de helicóptero da Monusco (Missão da Organização das Nações Unidas para a Estabilização na República Democrática do Congo), o prelado visitou esse centro missionário e de saúde, onde estão internadas cerca de 150 pessoas com 14 casos confirmados de ebola.

À espera de que a vacina seja distribuída também entre a população civil, o primeiro programa de vacinação começará neste sábado, 26 de maio. A profilaxia foi iniciada até agora para o pessoal médico, os técnicos de laboratório e todos aqueles que devem entrar em contato com pessoas potencialmente infectadas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bispo africano leva bênção a padre infectado com ebola e em quarentena - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV