Estados Unidos. Cardeal Dolan paga 40 milhões de dólares a vítimas de abusos

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O psicanalista analisa o "vazio de sentido". "A técnica domina, a política não decide, os jovens consomem e ponto". Entrevista com Umberto Galimberti

    LER MAIS
  • ''Estamos vendo o início da era da barbárie climática.'' Entrevista com Naomi Klein

    LER MAIS
  • Necropolítica Bacurau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

16 Dezembro 2017

Quarenta milhões de dólares. Esta é a soma que a Arquidiocese de Nova York pagou a 189 vítimas de abusos sexuais perpetrados por clérigos, segundo um novo relatório do Programa da Igreja local para a Reconciliação e Compensação.

A reportagem é de Cameron Doody, publicada por Religión Digital, 15-12-2017. A tradução é do Cepat.

Este programa, que se deu por encerrado no mês passado, após um ano de operações, foi estabelecido pela Arquidiocese para dar uma oportunidade às vítimas de abusos, cujos casos foram abordados, mesmo que estivessem prescritos civilmente.

Além de oferecer estes números, o relatório também “faz uma passagem pelos esforços da Igreja na luta contra o flagelo dos abusos sexuais contra menores, que fizeram com que a Igreja se torne uma líder na prevenção de abusos e na atenção às vítimas”, segundo afirmou a Arquidiocese, em um resumo.

A Igreja também afirmou que seu programa foi um “êxito”, e que a Arquidiocese “já é um modelo na forma como responder a este horror” que são as agressões contra menores. “Muitas das vítimas expressaram sua gratidão à Igreja por ter estendido um convite, escutar e responder com compaixão e entendimento”, declarou a Arquidiocese no relatório, acrescentando que, com este programa, a Igreja de Nova York demonstrou sua disposição “em fazer um ato genuíno de reparação pelos danos” que os abusos ocasionaram.

Os fundos para o Programa de Compensação provêm de empréstimos e não de dinheiro destinado a outras entidades da Igreja, como paróquias ou escolas: algo que a Arquidiocese quis destacar em seu relatório. Do mesmo modo, também expressou sua esperança de que o programa tenha demonstrado “o desejo da Igreja de que haja cura e reconciliação” após o escândalo dos abusos, e que as compensações que foram dadas no marco do mesmo “tragam paz e consolo às vítimas”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Estados Unidos. Cardeal Dolan paga 40 milhões de dólares a vítimas de abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV