Papa escolhe novo prefeito para a Doutrina da Fé. “Francisco fez a mudança política mais importante do seu pontificado”

Revista ihu on-line

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Ore Ywy – A necessidade de construir uma outra relação com a nossa terra

Edição: 527

Leia mais

Sistema público e universal de saúde – Aos 30 anos, o desafio de combater o desmonte do SUS

Edição: 526

Leia mais

Mais Lidos

  • "Pela Democracia, pelo Brasil". Manifesto contra candidatura de Jair Bolsonaro

    LER MAIS
  • Teólogos e pastores reagem a apoio evangélico a Bolsonaro

    LER MAIS
  • Apelo de Francisco: ''Que o Senhor nos ajude a reconhecer a tempo as sementes de ideologias totalitárias"

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Julho 2017

A substituição, no ex-Santo Ofício, do cardeal ultraconservador Gerhard Ludwig Müller jesuíta espanhol Luis Francisco Ladaria Ferrer é uma notícia de grande impacto.

O comentário é de Marco Antonio Velásquez, chileno, engenheiro agrônomo e mestre em economia agrária, formado em espiritualidade inaciana, publicado por Vatican Insider, 01-07-2017. A tradução é de André Langer.

Desta maneira, Francisco fez a mudança política mais importante do seu pontificado, removendo um dos mais duros opositores à sua tentativa de restabelecer a misericórdia pastoral na Igreja.

Assim, resolve, política e transitoriamente, a tensão pastoral entre ortodoxia e misericórdia.

Com isso, a Amoris Laetitia terá um impulso decisivo para retomar de maneira mais clara o caminho das reformas substantivas no campo da moral familiar, incluindo a prática pastoral.

Certamente, no campo da participação das mulheres na Igreja, assim como a ordenação de viris probati e o caminho da sinodalidade (que envolve a transparência de uma parte significativa de poder de Roma às Igrejas locais) encontrarão um novo impulso.

A decisão de Francisco é um ato de firmeza política, porque o status de Müller estava assimilado a um dos homens mais fortes do Vaticano, com um número significativo de seguidores ideológicos, visíveis e invisíveis. Com isso, a cúria romana perdeu uma parte significativa de poder na Igreja.

Sem querer exagerar, é possível salientar que, com esta mudança, Francisco encontra-se no apogeu político do seu pontificado, insinuando a partir de agora um poderoso sinal de governabilidade.

Desta maneira, Francisco assumiu com audácia os riscos políticos de uma decisão complexa, que não deixará de ter consequências práticas, relacionadas com o estrangulamento do espaço disponível, a partir de agora, para exercer essa oposição tosca e torpe que caracterizou os primeiros quatro anos do seu papado e que foram potencializados com a publicação da Amoris Laetitia.

Doravante, as tensões internas serão mais dissimuladas e menos visíveis. Assim, as novas investidas de hostilidade irão operar em seu terreno mais fecundo.

No que se refere a Luis Francisco Ladaria SJ, é verdade que não pode ser considerado um teólogo de vanguarda, registrando ao seu favor uma linha de pensamento conservador em muitos aspectos, mas tem uma virtude fundamental para ser o assessor teológico do Papa: a marca da sua obediência inaciana.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa escolhe novo prefeito para a Doutrina da Fé. “Francisco fez a mudança política mais importante do seu pontificado” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV