Não mais violência contra os irmãos Yukpa e os Povos Indígenas da Venezuela.

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Apoio do papa a uniões gays não é uma surpresa, mas é muito significativo. Artigo de James Alison

    LER MAIS
  • Coluna “Rumo a Assis: na direção da Economia de Francisco”

    O propósito da tecnologia e do humano: Dados, reflexões e possibilidades para a Economia de Francisco

    LER MAIS
  • Papa Francisco, uniões civis e o reconhecimento da intimidade. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


10 Mai 2012

"Demarcação de Territórios Contínuos sem Terceiros já!”

Com o título acima se tornou público, no dia internacional dos Povos Indígenas (19/04), o comunicado da Universidade Indígena da Venezuela (UIV) que denunciou o assassinato dos irmãos indígenas Yukpa da Serra Perijá (Estado de Zulia, fronteira com a Colômbia) e exigiu a imediata Demarcação das Terras Indígenas em Territórios Contínuos (não em parcelas ou “ilhas”) e sem Terceiros (não indígenas) dentro deles.

A reportagem é de Anizete Miranda, Fernando López e Luiz Delgado, da Equipe Itinerante, que atua no Amazonas. A tradução é do Cepat.

A UIV é uma experiência de Educação Superior Indígena diferenciada. Construída a partir dos próprios povos indígenas, sua história é recente, tem pouco mais de 10 anos. A partir de 1999, a proposta foi configurando melhor, depois de um longo processo de maturação, de mais de 30 anos, de experiência da Causa Ameríndia Kiwxi (CAK) no acompanhamento dos povos indígenas da Venezuela. Apesar do pouco tempo da UIV, ela conquistou seu espaço oficial como uma Instituição de Educação Universitária Indígena (Decreto n. 8.631, 29/11/2011). No momento atual, uns 70 jovens de oito povos indígenas diferentes - Huottuja, Pemon, Jivi, Warao, Pume, Eñepa, Shiriana e Ye’kwana - participam da UIV.

[,,,] Em outubro de 2010, os estudantes da Universidade Indígena da Venezuela, juntamente com organizações de base dos povos indígenas e outros aliados, apoiaram a greve de fome iniciada pelo irmão José María Korta sj frente à Assembleia Nacional, em Caracas.

(Cf. notícia do dia 10/05/2012 desta página).

Que sentimentos essa notícia provocou em você?

O texto bíblico a seguir pode lhe iluminar.

Leia-o e deixe que ele ecoe em você.

Sem liderança, o povo se arruína;
e com muitos conselheiros se salva.
O injusto conquista lucros enganosos;
quem semeia justiça tem salário seguro.
Quem pratica a justiça busca a vida; quem segue o mal caminha para a morte.
(Pr 11, 14.18-19)


Com confiança faça uma oração com o que sentiu.

Se quiser, pode escrever sua prece e enviá-la, para que outros possam rezar junto pelo site.

Mande sua mensagem pelo formulário abaixo:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Não mais violência contra os irmãos Yukpa e os Povos Indígenas da Venezuela. - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV