Projeto-piloto pretende entender como as florestas tropicais responderão às mudanças do clima e da atmosfera

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco propõe um sistema econômico mais justo e sustentável

    LER MAIS
  • Em busca da funda de Davi. Uma análise estratégica da conjuntura

    LER MAIS
  • Por que Tagle é o novo “herói papal” do Oriente

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

24 Setembro 2015

Pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) e de outras instituições brasileiras e norte-americanas se reunirão em Manaus, na próxima semana (22 a 24), para discutir a possibilidade de executar um estudo-piloto do projeto “Experimentos da Próxima Geração sobre Ecossistemas Tropicais (NGEE-Topics, na sigla em inglês), na região de Manaus. Outros dois estudos-piloto devem ser executados no Panamá e em Porto Rico.

A reportagem foi publicada por Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e republicada por Amazônia, 23-09-2015. 

De acordo com o pesquisador do Inpa e Líder do Laboratório de Manejo Florestal, Niro Higuchi, os experimentos serão instalados para responder sobre os impactos das mudanças em precipitação, temperatura e concentrações de Dióxido de Carbono (CO2) atmosférico sobre as florestas tropicais. No caso de Manaus, o estudo-piloto deverá ser focado nos ciclos de água e de carbono.

“Esses estudos são importantes para diminuir as incertezas (a diferença entre as estimativas mínimas e máximas) dos modelos em relação às projeções dos impactos da mudança do clima sobre as florestas tropicais. Diminuindo as incertezas nós vamos melhorar a capacidade de entender as vulnerabilidades e se preparar para as devidas adaptações”, explicou Higuchi.

O projeto NGEE-Topics ‘conversará’ com vários outros projetos do Inpa, dos mais básicos e antigos, assim como com os mais recentes como os INCTs, GoAmazon, projeto Chuva, Atto, Tacape e AFEX.

Segundo Higuchi, num período de dez anos do NGEE-Tropics a expectativa é a redução da incerteza das projeções do Modelo do Sistema Terra (ESM, na sigla em inglês) e o aumento do entendimento científico de como as florestas tropicais responderão às mudanças do clima e da atmosfera.

A abertura da reunião acontecerá no dia 22, no auditório do Bosque da Ciência, das 9h às 12h. Durante os dias 23 e 24, os pesquisadores se reunirão no núcleo de pesquisas em manejo florestal, localizado na reserva experimental Zona Franca 2 (ZF2) do Inpa, no Km 60 da BR-174 (Manaus-Boa Vista).

O projeto é financiado pelo Departamento de Energia dos EUA e liderado pelo Laboratório Nacional Lawrence Berkeley. Do lado brasileiro, além do Inpa, participarão pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo (Cena-USP), Universidade Federal de Viçosa (UFV), Universidade de Brasília (UnB), USP Ribeirão Preto e Embrapa do Pará.

As instituições americanas que participarão do projeto são: Laboratório Nacional (LN) de Berkeley, LN de Brookhaven, LN de Los Alamos, LB de Oak Ridge, LN do Pacific Northwest e Universidade da Califórnia em Berkeley.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Projeto-piloto pretende entender como as florestas tropicais responderão às mudanças do clima e da atmosfera - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV