Indonésia convida o papa Francisco para prevenir conflitos entre religiões

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco condena perseguição antigay e está preocupado com “cura gay”

    LER MAIS
  • Opositores do papa: continuem assim

    LER MAIS
  • Católicos e anglicanos - Trabalhar juntos para bem da humanidade, diz secretário do Vaticano

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 14 Agosto 2015

O ministro de Assuntos Religiosos indonésio, Lukman Hakin Saifuddin (foto), convidou o papa Francisco a visitar o país muçulmano mais povoado para discutir sobre prevenção de conflitos entre religiões, informaram hoje os meios de comunicação locais.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 13-08-2015. A tradução é do Cepat.

 
Fonte: http://goo.gl/0lGnvp  

Lukman fez o convite ao receber, ontem, em seu escritório, o cardeal Pietro Parolin, secretário de Estado do Vaticano. “Com toda humildade convidamos o papa Francisco a visitar a Indonésia”, explicou o ministro à agência de notícias indonésia Antara.

Lukman ressaltou que espera que a visita fortaleça o diálogo inter-religioso e acrescentou que o Sumo Pontífice poderia se reunir com a comunidade católica indonésia, que se aproxima dos sete milhões de crentes.

O ministro indonésio explicou que a Indonésia e o Vaticano, há 65 anos, contam com boas relações e admitiu que “foi auxiliado através da presença de líderes religiosos”, incluindo dirigentes e bispos das províncias católicas do país.

“Os esforços para construir um diálogo inter-religioso é um ato muito positivo e nós apreciamos e agradecemos o trabalho que o papa Francisco fez até agora, cujo impacto é bom tanto para a Indonésia, como para o mundo”, comunicou Lukman.

De sua parte, o cardeal Parolin, após sua visita ao ministro Lukman, expressou a boa relação entre os dois estados e afirmou que transmitiria o convite ao papa o mais rápido possível. O secretário de Estado do Vaticano também convidou o ministro Lukman a visitar o Vaticano quando viajar a Europa. “Estamos muito interessados no Islã Nusuntara (arquipélago islâmico)”, destacou o cardeal.

Com mais de 200 milhões de fiéis, a Indonésia é a nação com maior população muçulmana do mundo e se caracteriza por praticar um Islã de caráter majoritariamente moderado.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Indonésia convida o papa Francisco para prevenir conflitos entre religiões - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV