''Renovando a face da Terra'': Domingo de Páscoa

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Intervenção nos jesuítas: quando Bergoglio impediu Bertone

    LER MAIS
  • Papa Francisco pede que bispos ensinem os fiéis a discernir nas eleições, na política

    LER MAIS
  • Antonio Spadaro explica a teologia de Francisco ... e desmonta a religiosidade da extrema direita

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

06 Abril 2015

Em preparação para a Páscoa, os jesuítas da rede Ignatian Solidarity Network (ISN) estão oferecendo uma série de reflexões quaresmais em torno do tema Renewing the face of the Earth (Renovando a face da Terra).

Veja abaixo, na seção "Para ler mais", as outras partes dessa série.

Autores de todo o mundo oferecem breves reflexões a partir de suas experiências de cuidado da criação e das leituras do dia. Essas reflexões diárias examinam a nossa fé e o modo como praticamos o cuidado ambiental.

A Ignatian Solidarity Network (ISN) é uma rede de justiça social que reúne universidades, colégios, paróquias, junto com diversas outras instituições católicas e parceiros seculares. Fundada em 2004, a rede se inspira na espiritualidade de Santo Inácio de Loyola.

A reflexão de hoje foi escrita pelo padre Joseph Carver, SJ, doutor em Ecologia e Espiritualidade Inaciana pela Escola Jesuíta de Teologia de Santa Clara, EUA. Atualmente, é pároco da Igreja São Francisco Xavier, em Missoula, em Montana. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.

Na oração contemplativa inaciana, somos convidados a nos engajar com os evangelhos com todas as nossas faculdades, mas muitas vezes esse engajamento é limitado, pedindo-nos para assumir um papel humano.

No entanto, entrar nas cenas do evangelho em papéis não humanos irá aumentar a nossa sensibilidade para a criação e abrir os nossos corações para novas intuições oferecidas pelo Espírito através do mundo natural.

Nesta Páscoa, somos convidados a entrar em cena como se fizéssemos parte do mundo natural – o túmulo de pedra talhada ou uma planta modificada pela luz ressuscitada.

Essas contemplações não podem deixar de provocar sentimentos de gratidão e nos compelir à ação em prol da criação.

Enquanto eu dirigia os Exercícios Espirituais há alguns verões, eu me sentei com um retirante que estava "andando em círculos". Ele estava no quinto dia da terceira semana, preocupado não com Cristo, mas com a intensidade do horrível sofrimento.

Quando chegamos ao fim do nosso tempo juntos, convidei-o a colocar Cristo no túmulo até o fim do dia. Embora raramente eu dirija isto, senti-me compelido e convidei-o a se imaginar como o próprio túmulo. Ele concordou.

Quando nos encontramos no fim do dia seguinte, ele, entre lágrimas, disse apenas poucas palavras:

"Cristo ressuscitou dentro de mim."

Profundamente consolado, ele passou a contar a poderosa contemplação que tinha experimentado sendo o próprio túmulo.

Neste dia abençoado, quando Cristo ressuscita, que cada um de nós possa encontrar o Deus vivo no coração da Criação. Que possamos nos tornar o "Aleluia!" que a criação anseia por nos ensinar.

Questões para reflexão:

  • Podemos ver e sentir como o chão debaixo da cruz recebe o sangue de Cristo – um solo encharcado de sangue, ressuscitado e transformado por ricos nutrientes?
  • Que transformação nos espera nesta Páscoa enquanto estivermos rezando como parte da Criação?

Leia mais:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

''Renovando a face da Terra'': Domingo de Páscoa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV