Cardeal Marx: O conceito do papa de uma Igreja sinodal deve ser posto em prática

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Igreja Universal cria seu exército particular com "recrutamento" de PMs

    LER MAIS
  • A semana em que 47 povos indígenas brasileiros se uniram por um manifesto anti-genocídio

    LER MAIS
  • “Do fundo do nosso coração” é um “de profundis”. Ou seja, o Concílio Vaticano II não é opcional

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

17 Novembro 2015

O conceito de uma Igreja sinodal, que Francisco delineou em seu discurso durante as comemorações do 50º aniversário de fundação do Sínodo dos Bispos em 17 de outubro deste ano, deve ser posto em prática, enfatizou o Cardeal Reinhard Marx, de Munique, atual presidente da Conferência Episcopal da Alemanha.

A reportagem é de Christa Pongratz-Lippitt, publicada por National Catholic Reporter, 11-11-2015. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

“No seu importante discurso em meio ao Sínodo, o Papa Francisco deixou bem claro que o caminho futuro da Igreja só pode ser o caminho da cooperação sinodal”, disse Marx num evento acadêmico que acontece na Faculdade Jesuíta St. Georgen, em Frankfurt.

“Uma Igreja sinodal é uma Igreja que leva em consideração todos os níveis: o papa, os bispos e os fiéis”, explicou o cardeal, que também é membro do Conselho dos Cardeais.

Na história da evangelização, sempre houve aquela “busca por mais”, aquele “desejo de alcançar mais pessoas e de estabelecer missões em mais países”, disse. “Mas este ‘mais’ não é suficiente. A evangelização deve ir mais fundo”. 

À luz da exortação apostólica de Francisco Evangelii Gaudium”, a Igreja está aberta à mudança.

“A forma exterior da Igreja pode mudar”, disse Marx. “Para alguns isso soa ameaçador, mas eu não me sinto, de forma alguma, ameaçado. A mudança pode ser muito benéfica. Nós estávamos bem cientes destes debates no Sínodo deste ano”.

“A subsidiariedade, a personalidade e a solidariedade devem ser incorporadas à Igreja […]”, disse o cardeal. “A Igreja universal só pode existir em cooperação com as Igrejas locais – sub Petro et cum Petro –, conforme o papa formulou enfaticamente.

“Devemos nos lembrar disso”, acrescentou o prelado alemão.

Na Igreja sinodal desejada por Francisco, há de se ter uma rede de igrejas locais cooperando com a Igreja universal, segundo ele. A escolha e a posterior formação dos bispos é algo de grande significação nesta Igreja futura. Incorporar os achados modernos nas áreas da gestão e liderança é essencial.

“Mas uma coisa vai ser absolutamente indispensável: a Igreja do futuro só poderá ser uma Igreja que combine unidade e diversidade em todos os níveis”, concluiu.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal Marx: O conceito do papa de uma Igreja sinodal deve ser posto em prática - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV