Peru irá entregar gratuitamente la píldora del dia siguiente

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O agrotóxico que matou 50 milhões de abelhas em Santa Catarina em um só mês

    LER MAIS
  • “Estamos diante de uma crise do modelo de civilização”. Entrevista com Donna Haraway

    LER MAIS
  • Líder indígena diz que “o Irmão Francisco” está arriscando sua vida pela Amazônia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: João Flores da Cunha | Traducción: Juan Luis Hermida | 25 Agosto 2016

El tribunal constitucional del Perú ordenó que el gobierno del país distribuya de forma gratuita píldoras anti conceptivas de emergencia, conocidas como píldoras del día siguiente. La medida cautelar, tomada el día 22-08-2016, da un plazo de 30 días para que la red pública de salud proporcione el medicamento para la población. La decisión generó reclamaciones de entidades religiosas, pero el Ministerio de la Salud afirmó que irá cumplirla.

En 2009, el tribunal había determinado que existía “duda razonable” sobre si la píldora era abortiva o no – lo que interrumpió su distribución por el Estado, aunque no tenga impedido su comercialización. Ahora, la corte pasa a considerar que existe “casi certeza” de que la píldora no tiene carácter abortivo.

La decisión está anclada en el trabajo de especialistas, que dan fe de que la píldora del día siguiente funciona como la anticonceptiva regular: ella inhibe la ovulación, lo que impide la fecundación. De acuerdo con lo que afirmó el médico Elmer Huerta, director de prevención del Instituto del Cáncer del MedStar Washington Hospital Center, en entrevista a la Radio Programas del Perú – RPP, “para que exista un embarazo – es necesario que el óvulo fecundado por el espermatozoide se implante en el útero y el aborto sucede cuando ese huevo implantado es retirado de raíz. Si no ha ocurrido esa implantación, no podemos hablar de aborto”.

Por otro lado, sectores conservadores de la sociedad peruana critican la decisión del tribunal. Para el presidente de la Conferencia Episcopal Peruana, monseñor Salvador Piñeiro, el uso de la píldora del día siguiente constituye un “micro aborto.”

Ni una menos

La decisión del tribunal fue tomada en un momento en que la sociedad peruana está envuelta con el Ni una menos, movimiento surgido en Argentina, en 2015, que pretende dar un basta a la violencia contra la mujer. El país se movilizó en protestos masivos el día 13-08-2016.

El movimiento ha tenido el apoyo por todas las partes del espectro político. El presidente del país, Pedro Pablo Kuczynski, estuvo presente en la manifestación del Ni una menos en Lima. Según el Ministerio de la Mujer y Poblaciones Vulnerables, en 2016 ya ocurrieron 54 feminicidios en el país.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Peru irá entregar gratuitamente la píldora del dia siguiente - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV