Bispo alemão, apoiador das bênçãos a casais homossexuais, questiona: “Por que não?”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Junho 2021

 

Dom Franz-Josef Overbeck, que repetidamente vocalizou seu apoio às bênçãos a casais do mesmo gênero na Igreja, novamente se manifestou, perguntando por que tais bênçãos não são permitidas, como disse o Vaticano.

A reportagem é de Robert Shine, publicada por New Ways Ministry, 14-06-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

O bispo de Essen, Alemanha, fez seus comentários depois de um encontro com o Papa Francisco em Roma. Overbeck esteve representando a Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia – COMECE, onde ele é vice-presidente. O jornal Times of Malta relatou que quando ele foi perguntado sobre as bênçãos a casais de mesmo gênero e a reação forte da Igreja da Alemanha à proibição do Vaticano, Overbeck respondeu:

“Se eles (casais homossexuais) pedirem por bênçãos, por que não...?”

“Nós somos uma pastoral da Igreja para todos os membros, também para os homossexuais... o Papa é um papa pastoral, ele nos falou o que nós devemos fazer, servir às pessoas, então nós faremos”.

Tendo se encontrado com o papa ao lado de Overbeck, o cardeal Jean-Claude Hollerich, de Luxemburgo, também ponderou sobre a questão das bênçãos, de acordo com o Crux:

“Entre as questões colocadas aos prelados estava o debate em curso sobre a bênção de casais do mesmo sexo”.

“'Mas o que significa abençoar? Uma bênção nupcial? Isso não vai acontecer, porque para nós o casamento é entre um homem e uma mulher. Mas quando estou com jovens, é claro, também há homossexuais que vêm até mim e me perguntam o que podem fazer”, disse Hollerich.

“'A atitude pastoral é sempre buscar a melhor solução possível, não a melhor opção abstrata', disse ele. ‘Porque a melhor coisa abstrata pode derrotar o homem, enquanto a Igreja está aqui para ajudar a pessoa. Temos que ter cuidado para não discriminar, mas a teoria e o ensino da igreja e a atitude pastoral são importantes'”.

Embora esses comentários sejam os primeiros de Hollerich que expressam uma abertura para as bênçãos, o cardeal já fez comentários bastante positivos sobre os padres gays.

Mas, para Overbeck, o endosso de bênçãos tornou-se rotina. De fato, mesmo depois que a Congregação para a Doutrina da Fé proibiu as bênçãos de pessoas do mesmo sexo em março, a Diocese de Essen, sob a liderança do bispo, realizou um simpósio virtual sobre o tema em abril. Overbeck disse pessoalmente que nenhum padre que participou dos protestos de 10 de maio na Alemanha neste ano, onde casais do mesmo sexo foram abençoados na igreja, seria sancionado. Anteriormente, ele expressou seu apoio às bênçãos e disse que a igreja precisa reavaliar fundamentalmente sua abordagem da homossexualidade. Em 2019, Overbeck desafiou a proibição do Vaticano de homens gays no sacerdócio. Ele permitiu que a história de um trabalhador religioso gay casado também aparecesse na revista diocesana no ano seguinte.

A insistência da Congregação para a Doutrina da Fé de que “Deus não pode abençoar o pecado” falha em explicar de forma adequada e confiável por que as bênçãos do mesmo sexo não são possíveis na igreja. Em seus últimos comentários, dom Overbeck revela que, à luz da falha lógica do Vaticano, o bispo agora compartilha a pergunta feita por muitos católicos: quando se trata de abençoar o amor em todas as suas formas, por que não?

Nota do Instituto Humanitas Unisinos – IHU

 

O Instituto Humanitas Unisinos – IHU está promovendo o evento A Igreja e a união de pessoas do mesmo sexo. O Responsum em debate, que tem como objetivo debater transdisciplinarmente os pressupostos teológicos, antropológicos e morais subjacentes à resposta negativa da Congregação para a Doutrina da Fé à bênção de uniões de pessoas do mesmo sexo e suas implicações pastorais para as comunidades eclesiais.

 

A Igreja e a união de pessoas do mesmo sexo. O Responsum em debate

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bispo alemão, apoiador das bênçãos a casais homossexuais, questiona: “Por que não?” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV