Berlim acolhe o Átrio dos Gentios 24 anos depois da queda do Muro

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: Jonas | 15 Outubro 2013

O próximo Átrio dos Gentios, espaço de diálogo entre crentes e não crentes, promovido pelo Conselho Pontifício para a Cultura, em colaboração com a arquidiocese de Berlim e a Conferência Episcopal Alemã, ocorrerá de 26 a 28 de novembro, em Berlim, e abordará a questão da liberdade com e sem Deus, coincidindo com o 24º aniversário da queda do Muro de Berlim.

A reportagem é publicadapor Religión Digital, 14-10-2013. A tradução é do Cepat.

O ato, que ocorrerá na Prefeitura Vermelha de Berlim, contará com o título “Se não há nenhum Deus, tudo é permitido” e tocará em temas como a profundidade do humanismo ético, a grandeza da fé em Deus, a liberdade da arte e da beleza, o respeito e a criação, aspectos e modelos do homem, a graça e a dignidade da natureza humana e a devoção, conforme apontaram, nesta segunda-feira, os organizadores.

Concretamente, na Universidade Charitè de Medicina, será abordado o tema: “Observa o homem: Criatura de Deus dotada de criatividade ou artífice de si mesmo?” Os temas do respeito, blasfêmia e liberdade artística, serão tratados no Deutsches Theater.

“Existem numerosas experiências da liberdade com Deus e sem Deus, em Berlim, e são tão diversas como os habitantes desta cidade. As ruas de suas vidas e de sua liberdade se entrelaçam numa continuidade, como as procissões no Museu Bode. O Átrio dos Gentios quer mostrar a riqueza e a profundidade da fé católica, expressar seu agradecimento pelas posições dos não crentes e ver na fé as pegadas da incredulidade”, sublinhou o presidente da Conferência Episcopal Alemã, dom Robert Zollitsch.

Durante a apresentação do próximo Átrio dos Gentios, também falaram o presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, o cardeal Gianfranco Ravasi; o secretário geral da Conferência Episcopal Alemã, o padre Hans Langendörfer; o diretor da Academia Católica das Arquidioceses de Berlim, Joachim Hake e o diretor executivo do Átrio dos Gentios, o padre Laurent Mazas.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Berlim acolhe o Átrio dos Gentios 24 anos depois da queda do Muro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU