Fiocruz recebe visita do cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Vamos ao encontro de nossa própria destruição? Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS
  • As esquerdas, Nicarágua e o caso Dora María Téllez. Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • A luta de um jesuíta alemão para ajudar a salvar o planeta

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Dezembro 2020

A Fiocruz recebeu nesta segunda-feira (21/12) a visita do arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Dom Orani João Tempesta. O cardeal e sua comitiva foram recebidos pela presidente da Fundação, Nísia Trindade Lima, pelo chefe de Gabinete, Valcler Rangel, pela diretora do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Valdiléa Veloso, e pelo diretor do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), Maurício Zuma.

A reportagem é de Júlia Dias, publicada por Agência Fiocruz de Notícias, 21-12-2020. 

Durante a visita, a comitiva da Arquidiocese foi apresentada à atuação da Fiocruz na resposta à pandemia de Covid-19, em especial o trabalho do Centro Hospitalar para Covid-19 e o acordo para a produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford. Logo após a reunião, o arcebispo foi até a planta do Centro Henrique Penna, em Bio-Manguinhos, e abençoou o local onde será produzida a vacina contra Covid-19, fruto do acordo com a farmacêutica AstraZeneca.

"Foi uma alegria poder visitar a Fiocruz, neste ano em que se celebram os seus 120 anos, e também em Bio-Manguinhos, onde se fabricam as vacinas que o Brasil inteiro utiliza. Neste mesmo local, a partir de janeiro, será produzida a vacina para a Covid-19. É um lugar de esperança, no presente e no futuro", afirmou Dom Orani Tempesta.

A Arquidiocese do Rio de Janeiro vem promovendo a conscientização da população em relação às medidas de proteção contra o novo coronavírus e planeja somar esforços com a Fiocruz para promover a vacinação, assim que a vacina estiver disponível. "Temos uma capilaridade muito grande por meio das paróquias e capelas. Nossa orientação sempre foi com relação à higienização e ao distanciamento social. Faremos também a mesma coisa com relação à vacinação. Estamos conversando com a Fiocruz e no seu devido momento estaremos lançando juntos a campanha de vacinação no Rio de Janeiro", explicou o arcebispo.

A presidente da Fiocruz agradeceu todo o apoio recebido e o trabalho conjunto. "Fico muito contente de receber a visita de Dom Orani Tempesta, da mesma forma de que recebemos com muita honra a Chama da Esperança. A esperança vem da ciência e do nosso Sistema Único de Saúde hoje. Religião e ciência precisam caminhar juntas com essa mensagem da esperança e da saúde pública neste momento tão difícil de perda e de luto para a população", afirmou Nísia. A Chama da Esperança foi entregue pelo cardeal à Fiocruz durante a celebração do Dia de Finados deste ano. Ela simboliza esperança que ilumina os pesquisadores a chegarem à descoberta de cura e prevenção para esse mal.

Integraram a comitiva do arcebispo os padres Anderson Batista Monteiro, pároco da Paróquia Nossa Senhora do Bonsucesso de Inhaúma, em Bonsucesso; Márcio Luiz da Costa, pároco da Paróquia Santo André, em São Cristóvão; e Arnaldo Rodrigues, vigário episcopal para a Comunicação Social da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fiocruz recebe visita do cardeal-arcebispo do Rio de Janeiro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV