Senador formado pelos jesuítas é escolhido como vice-candidato à presidência dos EUA pelo Partido Democrata

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • Assim o 1% se prepara para o apocalipse climático

    LER MAIS
  • Bispos latino-americanos levantam a voz pela Amazônia

    LER MAIS
  • O holocausto da Amazônia põe a civilização em alerta. Artigo de Marina Silva

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Julho 2016

O senador Timothy Kaine (Virgínia) foi escolhido por Hilary Clinton, ex-secretária de Estado e senadora dos EUA, como seu vice-companheiro na chapa presidencial pelos democratas. Kaine é católico e ex-aluno, formado em 1976, do Rockhurst High School, um colégio jesuíta masculino em Kansas City, Missouri.

A reportagem é do sítio da Ignatian Solidarity Network, 22-07-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Ele também prestou um ano de voluntariado com um missionário jesuíta de 1980 a 1981. Kaine atua no Senado dos EUA desde 2013, somando-se a mais de 50 colegas formados em colégios e universidades jesuítas no 114º Congresso. Antes do Senado, ele foi governador da Virgínia de 2006 a 2010, vice-governador de 2002 a 2006 e prefeito de Richmond, Virgínia, de 1998 a 2001.

A experiência voluntária de Kaine em uma escola profissional jesuíta no início dos anos 1980 influenciou o seu trabalho contínuo no Congresso. Kaine continua fala fluentemente o espanhol e focou seus esforços no Comitê de Relações Exteriores do Senado, no qual ele atua, em torno do papel dos EUA nos países da América Central atormentados pela violência.

Em novembro de 2014, o senador Kaine reuniu-se com o padre Ismael "Melo" Moreno Coto, um jesuíta sediado em Honduras e ativista dos direitos humanos muito conhecido.

Kaine e o Pe. Melo discutiram sobre a evolução do papel dos jesuítas em Honduras, onde Kaine trabalhou com missionários jesuítas de 1980 a 1981.

O Pe. Melo, que dirige dois ministérios jesuítas (a Radio Progreso e a ERIC, Equipe de Reflexão, Investigação e Comunicação), destacou o importante papel dos meios de comunicação, da sociedade civil e de outras organizações não governamentais na luta contra a deterioração da segurança e das condições econômicas em Honduras, assim como as crescentes migrações. Durante a reunião, Kaine descreveu o seu tempo em Honduras como o ano mais importante da sua vida. "Eu penso em El Progreso todos os dias", disse Kaine. "As pessoas, além da minha família, são as mais importantes na formação de quem eu sou hoje."

Em fevereiro de 2015, o senador Kaine uniu-se ao senador John Cornyn (republicano do Texas), também membro do Comitê de Relações Exteriores do Senado, e fez uma visita de três dias a Honduras, focada nos desafios econômicos e de segurança que o país enfrenta, assim como em uma consideração do pacote de ajuda de um bilhão de dólares, proposto então pelo presidente Obama à América Central.

Além de se reunirem com presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, os senadores falaram com líderes empresariais, membros da sociedade civil hondurenha e com funcionários norte-americanos que trabalham no combate da violência de gangues e da impunidade e promovem os direitos humanos em um país que contribuiu significativamente para a crise dos menores não acompanhados de 2014.

Durante a viagem, o senador Kaine teve a oportunidade de voltar para El Progreso, uma pequena cidade nos arredores de San Pedro Sula, onde ele atuou como voluntário. Depois de participar dos ritos da Quarta-feira de Cinzas na Paróquia de la Mercedes, uma igreja que ele regularmente frequentava, Kaine foi "acolhido em casa" no Instituto Tecnico Loyola por ex-colegas jesuítas e por mais de 300 alunos e professores atuais. Trinta e cinco anos depois que ele ensinou carpintaria e soldagem lá, Kaine percorreu o campus ampliado e falou com uma assembleia de toda a escola, refletindo sobre o seu tempo em Honduras.

"A escola cresceu rapidamente, mas o espírito das pessoas aqui é exatamente o mesmo", disse Kaine. "El Progreso é extremamente especial para mim. A minha experiência trabalhando no Loyola me ensinou a importância do acesso à formação baseada em competências – tanto em Honduras quanto nos EUA – e me inspirou a buscar a questão da expansão da carreira e da educação técnica no Senado dos EUA". Enquanto esteve no Loyola, Kaine também visitou a Radio Progreso e a ERIC.

Kaine não é o único membro de uma chapa presidencial de 2016 a ter sido educado em uma instituição jesuíta. Donald Trump, candidato republicano a presidente, estudou na Fordham University por dois anos antes de se transferir para a Wharton School of Finance and Commerce da Universidade da Pensilvânia.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Senador formado pelos jesuítas é escolhido como vice-candidato à presidência dos EUA pelo Partido Democrata - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV