O Papa uniu-se à missa pelos cinco religiosos palotinos assassinados na Argentina

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Refazer os padres, repensando os seminários. Artigo de Erio Castellucci

    LER MAIS
  • Por que os bispos dos EUA não defendem o Papa Francisco dos ataques das mídias estadunidenses?

    LER MAIS
  • PEC 32: ‘terceira via’ e bolsonaristas se unem contra servidores, diz analista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 11 Julho 2016

O Papa Francisco uniu-se à missa pelos 40 anos do assassinato de cinco religiosos palotinos na Paróquia San Patricio, que se celebrou no dia 04 de julho na igreja do bairro de Villa Urquiza. “Fazer a memória destas testemunhas pode ser um estímulo para todos nós; apresentam-nos uma vida entregue, esquecida de si; que, como o servo do Evangelho, procura estar ali onde está o seu Senhor, entre os últimos”, destaca o pontífice, em uma mensagem lida pelo padre Jeremías Murphy SAC, superior provincial dos palotinos. Jornada de reflexão na Câmara Municipal de Buenos Aires.

A reportagem é publicada por AICA, 07-07-2016. A tradução é de André Langer.

O Papa Francisco uniu-se à missa pelos 40 anos do assassinato de cinco religiosos palotinos na Paróquia San Patricio, que se celebrou no dia 04 de julho no templo do bairro de Villa Urquiza.

Os padres Alfredo Leaden, Pedro Dufau e Alfredo José Kelly, e os seminaristas Salvador Barbeito e Emilio José Barletti, todos palotinos, foram mortos a tiros, no dia 4 de julho de 1976 na casa paroquial onde moravam.

O texto da mensagem do pontífice foi lido pelo Pe. Jeremías Murphy SAC, superior provincial dos palotinos, após a celebração eucarística presidida pelo arcebispo de Buenos Aires e primaz da Argentina, cardeal Mario Aurelio Poli.

“Conheci pessoalmente o Pe. Alfie Kelly. Um sacerdote que só pensava em Deus e, como sabem, acompanhei sua tragédia com sentido de fé, pois essa é a chave da sua vida e também da sua morte. Fazer a memória destas testemunhas pode ser um estímulo para todos nós; apresentam-nos uma vida entregue, esquecida de si; que, como o servo do Evangelho, procura estar ali onde está o seu Senhor, entre os últimos”, destacou o Papa.

Texto da carta

Recebi seu pedido para me unir com breves palavras à missa que se celebrará em memória dos Servos de Deus Alfredo Leaden, Pedro Dufau, Alfredo José Kelly, Salvador Barbeito e Emilio José Barletti, no 40º aniversário de sua morte. Conheci pessoalmente o Pe. Alfie Kelly. Um sacerdote que só pensava em Deus e, como sabem, acompanhei sua tragédia com sentido de fé, pois essa é a chave da sua vida e também da sua morte.

Fazer a memória destas testemunhas pode ser um estímulo para todos nós; apresentam-nos uma vida entregue, esquecida de si; que, como o servo do Evangelho, procura estar ali onde está o seu Senhor, entre os últimos.

Que o Senhor Jesus, que os chamou a esta vocação, os abençoe e a Virgem Santa os cuide.

Jornada de reflexão na Câmara Municipal de Buenos Aires

Na terça-feira, 12 de julho, às 18h, no Salão San Martín do Palácio da Câmara Municipal de Buenos Aires, acontecerá uma jornada de reflexão em homenagem aos religiosos palotinos ao cumprir-se os 40 anos do Massacre de San Patricio.

Serão os expositores: Pe. Rodolfo Capalozza SAC, sobrevivente daquele ataque; Pe. Juan Sebastián Velasco SAC, postulador da causa de beatificação; e o presbítero Carlos Accaputo, responsável pela Pastoral Social da Arquidiocese de Buenos Aires. Também serão exibidos fragmentos documentais da vida dos religiosos.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa uniu-se à missa pelos cinco religiosos palotinos assassinados na Argentina - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV